Madrinha de escola de samba é encontrada morta dentro de carro com marcas de tiro

Corpo foi localizado com marcas de disparos dentro de um carro em avenida – See more at:

A madrinha da bateria de uma escola de samba de Porto Alegre foi encontrada morta na noite desta quinta-feira (16) dentro de um carro em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Paola Serpa Severo pertencia à escola Imperatriz Dona Leopoldina, campeã do grupo especial da capital gaúcha em 2016.

Segundo a Brigada Militar, o corpo dela foi localizado com marcas de disparos por volta das 19h30 na Avenida Obedy Cândido Vieira. “O corpo estava caído e com as portas abertas”, diz o comandante do 26º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Luciano Moritz, que evita cogitar alguma possível motivação do crime.

O caso está sendo investigado pelo delegado Newton Martins, da 2ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha. “A princípio ela estava sozinha no carro. Mas estamos investigando. Não descartamos nenhuma possibilidade.”

Testemunhas já estão sendo ouvidas na delegacia e agentes estão nas ruas procurando imagens de câmeras que possam ter flagrado o momento do crime. “Ali fica próximo a um condomínio, que pode ter alguma câmera.”

‘Nos pegou de surpresa’, diz presidente da escola

Paola voltaria a desfilar como madrinha da bateria da Imperatriz Dona Leopoldina, nos desfiles deste ano, conforme relata o presidente da Imperatriz Dona Leopoldina, Victor Hugo Amaro. O dirigente afirmou também que as atividades da escola de samba foram suspensas.

“Isso nos pegou de surpresa. Ninguém esperava algo assim, pela pessoa que ela era. É um ser humano que se vai precipitadamente. Estamos muito desolados e tristes”, desabafou.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário