Mãe e padrasto são presos suspeitos de estupro de crianças

Uma dona de casa de 43 anos e o marido dela, de 44, foram presos suspeitos de estupro de duas filhas da mulher, de 9 e 10 anos, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil, o homem abusava sexualmente das enteadas com a conivência da esposa. O caso foi descoberto depois que a irmã caçula desabafou com uma professora.

O casal foi preso na quarta-feira (24), na casa em que moram em Valparaíso de Goiás. As investigações começaram em julho de 2017, quando a menina de 9 anos desabafou na escola que ela e a irmã eram abusadas pelo padrasto quando estavam sozinhas com ele e que, apesar de já terem relatado para a mãe, a mesma não teria tomado nenhuma providência.

A partir de então, uma professora procurou a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) da cidade e informou sobre a prática dos crimes.

Segundo consta no inquérito, as crianças relataram à polícia que a mãe determinava que elas se revezassem para vigiar o padrasto enquanto ficavam sozinhas com ele.

Nestes momentos, conforme a Polícia Civil, o homem passava as mãos nas partes íntimas delas, mordia os seios e as sentavam no colo dele, praticando os abusos. As meninas disseram à corporação que mesmo repreendendo os atos, o padrasto continuava com os crimes.

O caso foi registrado pela delegada Ísis Leal, que representou pelas prisões temporárias dos suspeitos pelo crime de estupro de vulnerável, o padrasto pela prática dos abusos e a mãe, por negligência e conivência, já que não tomou providências após ser informada pelas crianças.

G1/GO

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *