Mãe é presa suspeita de usar filhas de 3 e 10 anos para furtar celulares no DF

Uma mulher de 34 anos foi presa na quarta-feira (13) suspeita de usar as filhas de 3 e 10 anos para cometer uma série de furtos no Distrito Federal.

De acordo com o delegado André Leite, houve pelo menos 21 casos em Taguatinga, Samambaia e Ceilândia desde março de 2016, quando a mulher, identificada como Paula Roberta Pereira Lima, deixou a prisão por crimes do tipo.

O principal alvo eram celulares de funcionárias e clientes de comércios. A mãe não mora com a crianças, cujas guardas pertencem aos respectivos pais. O delegado informou que os furtos aconteciam nos dias em que a mãe buscava as meninas para passear.

“Ela entrava no estabelecimento, fingia interesse na peça, distraía a vendedora, e a filha furtava”, disse Leite. “Quem agia mesmo, previamente ajustada, é a garota de 10 anos.”

Segundo o delegado, a mulher está desempregada. “Ela alegou que faz isso para sustentar o vício. Se declarou usuária de crack. A gente não acredita que seja isso. A gente acredita que [ela] faz disso um meio de vida.”

Os primeiros registros de ocorrência contra ela são de 2004. Depois, entre 2006 e 2010, ela ficou presa. Em 2011, voltou a cometer furtos. Presa novamente, ela foi solta em março de 2016, quando os crimes “se intensificaram”.

Leite afirmou que, se condenada por todas as ocorrências, a suspeita pode pegar até 30 anos de prisão por furto qualificado e corrupção de menores. As crianças não serão responsabilizadas por causa da idade – só respondem por atos infracionais acima dos 12 anos.

O Conselho Tutelar foi comunicado e, por meio da Vara da Infância e da Juventude, pode proibir o conato das meninas com a mãe. A mulher tem outros dois filhos.

Fonte: g1

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *