Maurão de Carvalho reabre trabalhos legislativos e destaca crescimento de Rondônia

Presidente faz discurso otimista com o momento de Rondônia que, ao contrário do resto do país, registra crescimento.

Em seu discurso de reabertura dos trabalhos legislativos, após o recesso parlamentar, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP), destacou o bom momento econômico que Rondônia atravessa, mesmo com o restante do país enfrentando queda na atividade econômica.

Para o parlamentar, o estado tem registrado aumento na receita estadual, o que comprova a nossa força produtiva e a capacidade de crescimento. “Enquanto muitos estados atravessam uma séria crise, inclusive com salários em atraso, Rondônia está fazendo investimentos e assegurando um cenário positivo para investimentos”.

Maurão reafirmou ainda a boa relação entre os Poderes e instituições, o que segundo ele, tem contribuído para esse bom momento, mesmo em tempos de dificuldades.

“Ontem (3) os representantes de Poderes e instituições se reuniram para, mais uma vez, debater de forma republicana o orçamento estadual para 2016. Estamos trabalhando de forma conjunta para a construção de uma peça orçamentária dentro da realidade de cada um”, completou.

Para o deputado, o segundo semestre deverá ser de muito trabalho do parlamento estadual. “Com certeza, teremos ainda mais audiências públicas, na capital e no interior, para debater com a sociedade os mais variados problemas e desafios. A Casa não tem se furtado de discutir temas importantes e de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população”, concluiu.

Com informações da Assembleia Legislativa

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário