Maurício vai presidir a Câmara por falta de candidatos

Não existem candidatos disputando a presidência da Câmara de Porto Velho

Brasília – Com orçamento reduzido, sem perspectivas de melhorias, a presidência da Câmara de Vereadores de Porto Velho virou um abacaxi, que deve sobrar para o estreante Maurício Carvalho, irmão da deputada federal Mariana Carvalho administrar.

Os pretensos adversários na disputa, Alan Queiroz (que já foi presidente e jogou a toalha) e Jurandir Bengala (que conseguiu quebrar a Casa) disputam quem tem os maiores índices de rejeição, junto com eles, Edwilson Negreiros, que já mostrou ser bom em fazer negócios pessoais, mas passa longe de ter um perfil que agrega.

Com o prefeito Hildon Chaves tendo dificuldades em montar uma equipe de secretários, o cenário político de Porto Velho caminha lado a lado com a economia da cidade.

Burburinhos – Nesta segunda-feira, boatos sobre um suposto pagamento de propina em troca de votos para Maurício Carvalho, no valor de R$ 500 mil por cabeça (superfaturaram essa propina, se fosse uns R$ 50 ainda vá lá), deixou muita gente chateada. Alguns vereadores afirmaram que vão provocar o Ministério Público para que apure essa conversa.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário