Menina pode ter sido estuprada pelo padrasto e mãe, diz polícia de RO

Ao delegado, homem confessou que esposa o ajudava nos abusos.  Crime contra garota de 12 anos acontecia na própria casa, em Cujubim.

Um homem de 40 anos foi preso pela Polícia Civil na noite de quarta-feira (23) suspeito de ter estuprado a enteada, de 12 anos, em uma casa de Cujubim (RO), no Vale do Jamari. O delegado Rodrigo Camargo afirma que, em depoimento, o suspeito confessou que a mãe da garota não só sabia dos atos, como também participava dos abusos contra a menina.

Segundo Camargo, o suspeito contou nos mínimos detalhes como ocorriam os abusos. “Ele alegou que a mãe da menina quem teria o estimulado a praticar o ato. A mãe introduzia o pênis do companheiro na vagina da filha. Enquanto ele praticava sexo com a mãe, ela fazia sexo oral com a adolescente. Ele também informou que foram feitas fotos da criança nua, enviadas pela mãe, porém estas foram apagadas do celular”, conta.

Após a declaração, o aparelho celular do suspeito foi apreendido e entregue para a perícia, que fará uma varredura a fim de comprovar se as imagens da adolescente fazendo sexo realmente existem. Há a possibilidade de ser feito uma acareação entre o suspeito e a mãe da vítima durante as investigações, já que a mulher continua solta.

A acusação do suspeito contra a mãe está sendo apurada. Segundo a Polícia Civil, a mãe da adolescente foi quem fez a denúncia e registrou um boletim de ocorrência na terça-feira (22), onde relatou que a filha teria sofrido abusos sexuais pelo padrasto. No mesmo dia a criança foi encaminhada até o Instituto Médico Legal (IML), onde foi confirmada a conjunção carnal. Na ocasião, mãe e vítima foram ouvidas, não restando indícios de que o estupro havia sido cometido pelo padrasto.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Rodrigo Camargo, a adolescente relatou que foram vários abusos e estes se tornaram frequentes desde que o padrasto passou a morar na mesma casa. “Inicialmente ele apenas acariciava as partes íntimas. Depois começou a introduzir os dedos na vagina dela e, por último, a conjunção carnal. A criança chorava e pedia para que ele parasse, mas como a mãe ingeria medicação para dormir, ele aproveitava da situação”, relata.
Diante dos depoimentos da mãe e filha, foi decretado à prisão preventiva do homem e uma equipe do Serviço de Investigação e Capturas (Sevic), juntamente com o delegado, se deslocou até Cujubim para efetuar a captura do suspeito, na noite de quarta-feira. Após as diligências no município, o homem foi encontrado em uma lanchonete, onde foi preso e encaminhado para a delegacia de

Ariquemes.

Enquanto estava na delegacia, a polícia diz que o homem tentou se matar. Os policiais impediram a ação e o socorreram até o Hospital Regional de Ariquemes. O homem permanece em observação médica e deve ser levado para a Casa de Detenção de Ariquemes ainda nesta quinta-feira (24), após receber alta.

Abusos em Cujubim

Este foi o segundo caso de estupro registrado em Cujubim em menos de 15 dias. No último dia 15 de setembro um homem de 52 anos foi preso suspeito de ter estuprado um menino de 9 anos. O abuso teria acontecido após os dois irem em um culto religioso.

 

Com informações do site G1

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário