Mercado reduz previsão de crescimento da economia para 0,13% em 2014

Investidores e analistas do mercado financeiro reduziram novamente a previsão para o crescimento da economia brasileira. A estimativa passou de 0,16% para 0,13%. Os investidores e analistas elevaram também a expectativa para a taxa de câmbio neste fim de ano, que passou de R$ 2,60 para R$ 2,65.

A perspectiva para os preços administrados, aqueles controlados pelo governo, como da energia elétrica e da gasolina, também aumentou. A expectativa é que esses preços subam 5,42% ante os 5,40% previstos na semana anterior. Os números estão no Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central.

Sobre a dívida líquida, houve redução na estimativa de 35,9% para 35,8% em proporção ao Produto Interno Bruto (PIB) – que é a soma de bens e serviços do país. Por outro lado, no setor externo, o déficit em conta corrente previsto subiu para US$ 86 bilhões, ante os US$ 85 bilhões divulgados anteriormente, com a balança comercial apresentando resultado negativo em US$ 1,86 bilhão e os investimentos estrangeiros diretos mantidos em US$ 60 bilhões.

Não houve mudança para a previsão de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mantida em 6,38%, e para a taxa de câmbio, estável em 11,5% ao ano.

Fonte: EBC

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário