Mercedes e Renault cogitam protesto na abertura da temporada

A temporada oficial da Fórmula 1 ainda nem começou e pode ter a estreia manchada por um protesto. Insatisfeitas com partes técnicas do carro da Ferrari, Mercedes e Renault cogitam fazer um protesto no Grande Prêmio da Austrália – etapa de abertura da competição.

Novo carro da Ferrari é o motivo da discórdio antes mesmo de a Fórmula 1 começar Foto: Getty Images
Novo carro da Ferrari é o motivo da discórdio antes mesmo de a Fórmula 1 começar
Foto: Getty Images
Segundo as montadoras, a equipe rival utiliza uma cobertura para o motor turbo três quilos mais leve do que as outras, o que a deixaria em vantagem na pista, como informa o jornal alemão Auto Motor und Sport.

Ainda de acordo com as fornecedoras de motores, o atual equipamento da adversário também leva mais riscos a todos na pista a aos fãs da categoria que forem aos autódromos acompanhar as corridas, já que, em caso de quebra, as peças seriam projetadas em uma velocidade maior.

De acordo com a publicação germânica, os boatos que surgem no paddock dos testes de pré-temporada é de que a Ferrari está trabalhando para achar uma alternativa, mas o problema é a data estipulada para a homologação dos motores, que tem como limite o dia 28 de fevereiro.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário