“Meu filho não cometeu crime, mas ato infracional”, diz mãe de jovem que matou pai

O Tudorondonia informa que a mãe do adolescente que matou o próprio pai, o médico Alexandre Muller, a golpes de faca, disse, em entrevista, que seu filho agiu em legítima defesa para repelir uma suposta agressão por parte da vítima. Ela disse que o filho matou para não morrer.

Identificada apenas pelo nome de Marineis, a mãe disse que o filho morava sozinho desde os 13 anos num apartamento alugado pelo pai, Alexandre Muller, que posteriormente contratou uma governanta para dormir no mesmo imóvel.

Ela acrescentou que o filho queria uma vida de luxo. Afirmou que o rapaz era “desobediente, sem regras”, mas não usa drogas nem seria uma pessoa agressiva.

Em determinado trecho da entrevista, Marineis ironiza o pai de seu filho ao comentar o termo utilizado pela imprensa para designar Alexandre Muller, ex-secretário estadual de Saúde. “Ex-secretário ? Não entendo por que ex-secretário…”  A mãe afirmou, ainda, que vai processar quem fez as fotos de seu filho na delegacia e quem divulgou as imagens. “É uma criança, um menino, não pode ser exposto. Ele também não cometeu crime, mas um ato infracional”.

2 respostas para ““Meu filho não cometeu crime, mas ato infracional”, diz mãe de jovem que matou pai”

  1. Pior que a mãe desse “dimenor” tem razão, ele não cometeu crime e sim ato infracional, será apresentado ao MP e posteriormente ao juizado da infância e adolescência para definirem se o mesmo cumprirá medidas sócio educativas ou não.

  2. O garoto teve uma vida bem problemática, mas não justifica matar o pai, e a quatidade de facadas que ele deu no pai mostra que não foi legitima defesa coisa alguma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *