Morre jornalista Phelippe Daou, presidente da Rede Amazônica

Jornalista estava internado em um hospital em São Paulo

Morreu na tarde desta quarta-feira (14), aos 87 anos, o jornalista e presidente da emissora Rede Amazônica, Phelippe Daou. Ele morreu em decorrência de infarto. O jornalista estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

O jornalista e empresário nasceu em Manaus, no dia 15 de dezembro de 1928. Viúvo da senhora Magdalena Arce Daou, é pai de dois filhos Philippe Daou Jr., e Cláudia Daou Paixão e Silva.

Filho do comerciante José Nagib Daou e da Sra. Nazira Chamma Daou, fez seus primeiros estudos na Escola Progresso de Manaus, dirigida pela professora Julita Berjona. Em seguida, ingressou no Colégio Estadual do Amazonas, onde concluiu o secundário e científico.

Prestou vestibular para a Faculdade de Direito do Amazonas, onde bacharelou-se. Muito cedo ainda, iniciou no jornalismo, como repórter do Jornal do Comércio, mas a ascensão na carreira começaria um ano depois, com sua transferência para a empresa Archer Pinto, proprietária, na época, de “O Jornal e Diário da Tarde”, onde exerceu diversas funções redacionais. Atuou ainda como redator da Rádio Rio Mar.

Em 1968, junto com Milton Cordeiro e Joaquim Margarido, fundou a Amazonas Publicidade. Foi o embrião empreendedor que deu origem à Amazonas Distribuidora Ltda e Rádio TV do Amazonas S.A., que abrange, entre outras emissoras, a Rede Amazônica de Televisão.

Phelippe Daou destacou-se como um defensor da Zona Franca de Manaus. Foi membro do Conselho Deliberativo dessa instituição que por consenso representava toda a classe empresarial – a Associação Amazonense de Imprensa e a Associação Comercial do Amazonas.

Com G1/AM

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário