Motorista da Uber é morto ao entrar por engano em comunidade de Niterói (RJ)

David Francis Silva Soares, de 38 anos, entrou na favela Morro da Palmeira para buscar passageiro

Um motorista da Uber foi assassinado nesta quarta-feira, 18, quando entrou por engano em uma favela de Niterói, na região metropolitana do Rio. Temendo um ataque de rivais, criminosos da comunidade Palmeira, que fica no bairro Fonseca, dispararam contra o Cobalt branco dirigido por David Francis Silva Soares, de 38 anos.

Os traficantes colocaram o corpo de David no banco de trás do veículo e o levaram para uma comunidade vizinha, Engenhoca, onde criminosos estão em guerra com a quadrilha que domina a Palmeira. O objetivo teria sido confundir os policiais com relação à autoria do crime.

Segundo policiais, o motorista teria entrado na área com os vidros fechados e o pisca alerta desligado, o que “violaria” orientações passadas por criminosos para quem entra no local. Ele estaria em deslocamento para buscar um passageiro.

Em nota, a Polícia Militar informou que a vítima foi encontrada “já em óbito no interior de um veículo”. A Polícia Civil informou que “a vítima era motorista de um aplicativo e ao entrar no Morro da Palmeira, no Fonseca, na Zona Norte de Niterói, para buscar um passageiro sem ligar o alerta do veículo, acabou baleado por traficantes da que atuam nessa comunidade”.

“Em constantes guerras pelo controle das bocas-de-fumo da região com integrantes de uma facção criminosa, estes suspeitaram que havia rivais dentro do Cobalt branco”, informou em nota a Polícia Civil.

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHDGI) faz operação, na manhã desta quinta-feira, 19, para tentar prender os autores do crime.

Fonte: noticiasaominuto

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário