Motorista que atropelou suecos no AC estava a 152 km/h, aponta laudo

Johanna Charlotte Eklöf, de 26 anos, morreu em acidente no dia 15

A perícia técnica de Rio Branco confirmou, nesta terça-feira (29), que o motorista responsável pelo atropelamento de um casal sueco estava dirigindo a 152 km/h na estrada de Epitaciolândia, no interior do Acre. O limite máximo permitido no local é de 80 km/h.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]No atropelamento, morreu Johanna Charlotte Eklöf, de 26 anos.

Ela e o namorado, Emil Börner, de 25 anos, faziam uma viagem pelo mundo de bicicleta quando sofreram o acidente na rodovia acreana no último dia 15. Ainda nesta terça, a polícia deve encaminhar o inquérito sobre o atropelamento para a Justiça.

Homicídio culposo
Para o delegado responsável pelo caso, Mardilson Vitorino, o motorista José Ribamar Júnior deve responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

“Vamos encaminhar o inquérito à Justiça hoje [terça-feira, 29]. O laudo constatou o que já havia falado, que ele agiu com irresponsabilidade. Foi imprudente”, afirmou o delegado.

Antes da divulgação do laudo, Vitorino já havia afirmado que José Ribamar dirigia a mais de 100 km/h quando houve o atropelamento.

Motorista contesta
Dizendo estar ainda chocado com que o que aconteceu, o motorista José Ribamar Júnior contesta o resultado da perícia e se defende.

“No meu depoimento, eu disse que estava a 100 km/h a 120 km/h. Eu não estava a 152km/h, o laudo está totalmente errado”, afirmou.

“Estou muito chocado e triste com o fato [o atropelamento], a pessoa fica pensativa né? Mas, acidente, como diz o nome, é acidente, e não tive a intenção de atropelar ninguém. Eles entraram na minha frente e não deu tempo de frear ou desviar, foi tudo muito rápido”, diz o motorista.

Emil Börner recebeu alta no domingo (27). No entanto, segundo o diretor clínico do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), Giovanni Casseb, ele ainda deve aguardar no hospital até ser transferido para a Suécia. O prazo para que isso ocorra e o quadro clínico do jovem não foram divulgados.

Entenda o caso
O casal de ciclistas sueco, Johanna Charlotte Eklö, de 26 anos e Emil Böner, de 25, foi atropelado por um carro, na manhã do dia 15 de setembro. A mulher morreu no local, e Böner foi encaminhado com fraturas expostas e traumatismo craniano para o Hospital de Urgência e Emergência, em Rio Branco.

O casal fazia tour de bicicleta pelo mundo e mantinham um site em que compartilhavam fotos dos locais que passavam e histórias de pessoas que encontravam em suas viagens. As informações são do G1.

Casal viajava pela América do Sul (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *