MP eleitoral pede indeferimento do registro de Amado Rahhal

Vice de Léo Moraes foi diretor do HB e teve contas rejeitadas

O promotor eleitoral Héverton Alves de Aguiar pediu o indeferimento do registro de candidatura do médico Amado Rahhal, para o cargo de vice-prefeito na chapa de Léo Moraes (PTB). Na peça, protocolada na última sexta-feira, 12, o promotor alega que Amado teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado e isso gera inelegibilidade.

De acordo com o pedido, “se no momento do registro de candidatura o candidato incindir em causa de inelegibilidade, seu registro deve ser indeferido”.

Deixe um comentário