Mulher causa polêmica na internet ao publicar foto logo após ser estuprada

De acordo com a postagem, a jovem foi visitar um amigo em um hotel, quando encontrou um conhecido que praticou o ato.

Uma ativista pelos direitos das mulheres comoveu a internet ao postar uma foto logo após ter sido estuprada. Amber Amour, de 27 anos, utiliza uma conta no Instagram com mais de 25 mil seguidores para enconrajar vítimas de abuso sexual a não se calarem. Mas dessa vez, a personagem principal da história foi ela.

Na postagem, Amber relatou que foi visitar um amigo em um hostel e acabou encontrando Shakir, um antigo conhecido que já havia beijado tempos atrás. Segundo ela, o homem insistiu para que os dois “revivessem o passado”. No entanto, ela não aceitou e alegou que tinha outra pessoa.

Amber continuou caminhando pelo cômodo para comprimentar uma outra amiga e foi seguida pelo homem, que a convidou para tomar um banho.

“Eu disse sim porque a água do chuveiro no meu hotel é muito gelada e, depois de dois dias doente, eu só queria tomar um banho quente”, escreveu a africana, da Cidade do Cabo.

Amour disse que ao entrar no banheiro o rapaz começou a agir agressivamente, forçando-a a ficar de joelhos. Em seguida introduziu o pênis em sua vagina. “Eu dizia pare, mas ele ficava mais violento”, desabafou a jovem.

A ativista, que mora em Nova York, estava visitando a África do Sul para promover a campanha “Pare o estupro. Eduque”, que teve inicio após ser vítima de violência sexual em 2014.

“Eu imediatamente sabia que não poderia guardar o que me aconteceu. Aqui estava eu, falando todos os dias às sobreviventes que elas devem contar sempre”, disse Amber à revista Marie Claire. “Eu sabia que eu tinha que praticar o que eu falava. Então a primeira coisa que eu fiz foi tirar uma foto e escrever um post descrevendo o que havia acontecido”, completou Amour ainda na publicação.

Shakir alega que o sexo foi consensual. Alguns usuários da rede social dizem que a jovem mereceu o abuso, uma vez que aceitou o convite. No entanto, Amber é enfática ao afirmar: “tomar banho, não é consentir em fazer sexo”. A polícia africana está investigando o caso.

Vítimas divulgam casos em redes sociais

Em Brasília, no último sábado (2), uma jovem de 24 anos também utilizou uma rede social para denunciar um estupro. Segundo ela, o ato foi cometido por um segurança da festa em que passava a virada de ano.

“Eu estava dançando com um amigo perto da entrada quando fui abordada por um dos seguranças, que me coagiu a sair da festa, eu realmente não entendi o motivo e mesmo alcoolizada só atendi por ser uma figura de autoridade do local”, detalha a jovem.

“Havia uma área de terra onde alguns carros estavam estacionados entre o cerrado. Eu estava completamente vulnerável, com muito medo. Um dos carros estava estacionado de ré para o cerrado, então atrás do carro só havia vegetação. Ali, ele me virou de costas e sem a menor cerimônia me estuprou”, ressaltou V.L.

A Polícia Civil está investigando o caso.

Com informações do Jornal de Brasília

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

1 thought on “Mulher causa polêmica na internet ao publicar foto logo após ser estuprada

  1. Eita conversa mais mal contada, foi visitar um amigo no hotel e outro conhecido estrupou ela…..povo hoje em dia acontece qualquer coisa e fica postando foto na internet, pq ao invés disso não procurou logo uma delegacia ?

Participe do debate. Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: