Mulher é indiciada por manter irmão esquizofrênico ‘enjaulado’

Vítima de maus-tratos, de 31 anos, foi encaminhada um hospital psiquiátrico

Uma mulher foi indiciada por pelos crimes de maus-tratos, cárcere privado e apropriação de aposentadoria por manter o irmão cego “enjaulado” em uma casa em Anápolis, Goiás. O homem de 31 anos tinha esquizofrenia e possuía HIV desde que nasceu.

O delegado Manoel Vanderic, responsável pelo caso, alegou que a casa onde o homem foi resgatado não tinha condições mínimas de higiene. A vítima não recebia medicamentos adequados e, muitas vezes, não tinha o que comer.

A responsabilidade pelos cuidados do homem estava com a irmã mais velha. “A alegação da irmã é que ela possui um problema de saúde e não conseguia conter a agressividade dele e oferecer os recursos mínimos que o ser humano precisa para sobreviver, após procurar ajuda a diversos órgãos que deveriam ter cumprido sua responsabilidade no cuidado desse rapaz”, disse Vanderic.

De acordo com G1, o homem foi levado a um hospital psiquiátrico.

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário