Mulher registra ocorrência contra esposa de chefe de gabinete do prefeito por “ameaças”

Um boletim de ocorrências registrado esta semana complica ainda mais a já complicada situação do atual chefe de gabinete da prefeitura de Porto Velho, Breno Mendes. A esposa dele foi acusada de ameaçar uma advogada que é assessora da prefeitura, através de mensagens pelas redes sociais.

O documento circula por toda a internet e grupos de Whatsapp, apontando a advogada como suposta amante de Breno.

No boletim de ocorrências, a denunciante afirma que “a autora (esposa de Mendes) sem motivo aparente, está mandando mensagens por redes sociais fazendo ameaças a sua pessoa. A vítima teme por sua integridade física, uma vez que a autora tem fácil acesso ao setor de trabalho da vítima”.

Boletim registrado na segunda delegacia de polícia

Breno Mendes vem sendo apontado como responsável por envolver o prefeito Hildon Chaves em situações constrangedoras, incluindo o malfadado caso do quinquênio, cujas contas estavam erradas. O assessor do prefeito tenta se manter no cargo cobrando favores de vereadores. Na semana passada ele esteve na casa do pai do vereador Edwilson Negreiros, conhecido como “Ceará Miséria”. Na ocasião ele aproveitou para pedir apoio do vereador, que é líder do prefeito na Câmara para se manter no cargo.

A questão é que Edwilson é mais enrolado que Breno e já tem seus próprios problemas para resolver, como as ações de compra de votos das quais foi acusado pela justiça eleitoral e seu envolvimento em desvios na prefeitura, na gestão de Roberto Sobrinho. O vereador chegou a ser preso junto com o então prefeito.

Breno Mendes sempre mal acompanhado…

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário