Na ONU, líder da Colômbia celebra fim de ‘guerra’ com as Farc

Governo do país chegou a acordo histórico com os guerrilheiros recentemente

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou nesta quarta-feira, dia 21, em seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), que terminou a guerra em seu país, referindo-se ao acordo de paz alcançado com os guerrilheiros das Farc recentemente.

“Depois de mais de meio século de conflito armado interno, hoje regresso às Nações Unidas para anunciar, com toda a força da minha voz e meu coração, que a guerra na Colômbia terminou”, acrescentou.

Ele ainda recordou que na próxima segunda-feira, dia 26, será assinado em Cartagena das Índias o acordo de paz entre o governo de Bogotá e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e que em 2 de outubro será realizado um referendo para legitimar o pacto.

Santos destacou que, desde o anúncio do acordo, no final de agosto, “não houve um único morto, um único ferido, uma única bala disparada, devido ao conflito com as Farc”. Em 25 de agosto as autoridades de Bogotá e os guerrilheiros das Farc concluíram as negociações de paz, após mais de três anos de negociações em Havana, Cuba. Desde que as Farc foram criadas, no começo dos anos 1960, estima-se que o conflito com Bogotá tenha deixado mais de 220 mil mortos, quase 50 mil desaparecidos e 6,6 milhões de deslocados. (ANSA)

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário