Naufrágio deixa 21 mortos e quase 50 desaparecidos na Tailândia

Fortes tempestades causam desastre; maioria das vítimas é de turistas chineses

Um naufrágio na noite de ontem na ilha de Phuket, sul da Tailândia, já deixou ao menos 21 pessoas mortas e dezenas de turistas desaparecidos. A barca Phoenixnaufragou com 105 pessoas a bordo, principalmente turistas chineses, em meio a uma tempestade que provocou ondas de até 5 metros. Ao menos 47 chineses se encontram desaparecidos, segundo o Ministério de Exteriores da China.

O número de 21 corpos localizados foi confirmado pelo centro de resgate da província, que continua procurando pelos desaparecidos. Vários mergulhadores conseguiram chegar hoje à embarcação e afirmaram ter visto mais de 10 corpos no local, informaram fontes da Marinha tailandesa.

Cerca de 50 pessoas continuam desaparecidas e os trabalhos de resgate prosseguem, segundo informado pelo governo da ilha. As ambulâncias aguardavam em Phuket para receber mais corpos.

“Concentramos a busca nos desaparecidos do Phoenix. Tememos que alguns tenham ficado presos no barco, mas espero que alguns possam haver sobrevivido”, afirmou o governador de Phuket, Noraphat Plodthong. “Fazemos buscas aéreas e enviamos mergulhadores para examinar o interior do Phoenix. Não sei quantos podem ter sobrevivido”, completou.

Helicópteros sobrevoavam o local do acidente, enquanto mergulhadores se aproximavam da barca, a uma profundidade de 40 metros no mar de Andaman, a alguns quilômetros da costa de Koh He, uma pequena ilha conhecida pelas formações coral e um destino popular de excursões.

Um representante do consulado da China está no local para ajudar na coordenação do resgate.

O Phoenix retornava para Koh Racha, outro local muito frequentado pelos turistas, especialmente praticantes de mergulho. Quarenta e oito pessoas, entre passageiros e tripulantes, foram resgatados. O primeiro corpo de um dos passageiros – que as autoridades acreditam ser um turista chinês – foi retirado do mar ontem à noite.

Os sobreviventes foram levados para um prédio de Phuket. Vários permanecem em estado de choque, alguns choram e outros caminham ainda com os coletes salva-vidas no corpo. “Onze estão feridos, dois em estado grave”, informou o governador de Phuket.

Um alerta de tempestade foi emitido pelas autoridades na ilha na quarta-feira. Por isso, o governo tailandês abriu uma investigação sobre o motivo da viagem, apesar do alerta.

Mesmo com as advertências, outras embarcações enfrentaram as más condições meteorológicas ontem na mesma região.

Phuket atrai numerosos visitantes estrangeiros, entre eles ocidentais e chineses, que constituem a maior parte das 35 milhões de pessoas que devem visitar a Tailândia este ano. No total, 9,8 milhões de turistas chineses visitaram a Tailândia no ano passado.

O país também recebe a atenção da imprensa internacional por conta de 12 meninos e seu treinador de futebol presos há quase duas semanas em uma caverna inundada no norte do país.

(Com AFP)

Fonte: veja

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário