No MS, moradores acreditam que lobisomem estava escondido em construção

Lobisomem é o assunto mais falado de Iguatemi, em Mato Grosso do Sul

Moradores de Iguatemi, no extremo sul de Mato Grosso do Sul, a 451 quilômetros de Campo Grande, acreditam que o lobisomem que foi visto perto da meia-noite de segunda-feira (20) estava escondido na área urbana, em uma casa em construção. À noite, o local é muito escuro.

Ainda não se fala de outra coisa no município de 15 mil habitantes. Tem muita gente dizendo que viu um bicho bem estranho.

“Eu estava saindo à noite, passeando com meu carro, como eu sempre passo mesmo. Eu estava dirigindo e daí apareceu um vulto, preto, da altura da porta do carro, mais ou menos, e era um bicho assim, todo peludo, bem corcunda”, contou a dona de casa Eliana Gomes.

Paus e foices

O funileiro Alisson da Silva Gomes contou como foi a perseguição ao animal. “Um bicho bem feio. Demorou um pouquinho e o pessoal se reuniu com foice, facão, pedaço de pau e desceram atrás [do lobisomem]. Estavam todos doidos para pegar o lobisomem”, contou.

“Corria assim, com as quatro patas no chão. Corcunda, como a menina falou”, disse o auxiliar de produção Pedro Ricardo Gomes.

Vestígios

Moradores filmaram com um celular o que seriam as pegadas do lobisomem. Os moradores chamaram a polícia e registraram um boletim de ocorrência.

O ataque

A Polícia Militar foi acionada na madrugada de terça-feira (21) por conta do suposto ataque do animal peludo, com características do animal lendário. A PM fez buscas e registrou boletim de ocorrência, mas não encontrou nada.

A professora Regina de Abreu, de 55 anos, contou que estava indo à casa de uma filha pouco antes da meia-noite quando, ao passar por um matagal no bairro Waloszek Konrad, um bicho horrível com cabeça grande e focinho muito comprido avançou sobre o carro e tentou morder o braço dela. O esposo, que estava ao lado dela, disse que não viu nada.

O casal parou o carro e em seguida foi abordado por uma moradora que afirma ter visto um animal muito estranho, semelhante a um lobisomem tentando atacar as pessoas que estavam no veículo e em seguida o bicho teria fugido pelo mato.

Na sequência, cerca de 30 moradores do bairro, que afirmam ter visto o lobisomem em outras ocasiões, se reuniram e foram em busca do bicho com paus e foices nas mãos.

Animal

Quem entende da fauna sul-mato-grossense garante que o lobisomem, na verdade, pode ser um mamífero da região.

Para o professor Marcelo Bordignon, doutor em zoologia do laboratório de Mastozoologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o animal visto pode ter sido um javali ou um cão doméstico asselvajado, que não consegue mais se sociabilizar com as pessoas.

Já para o tenente-coronel Edenilson Queiroz, da Polícia Militar Ambiental (PMA), trata-se de um lobo-guará, animal muito comum na região.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário