“O ano de 2017 será difícil para as empresas aéreas do país”, diz Iata

De acordo com o diretor geral da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), Alexandre Juniac, nem a mudança do governo trouxe um novo cenário para o setor
A dificuldade enfrentada pelas companhias aéreas brasileiras foi comentada pelo diretor geral da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), na manhã desta sexta-feira (9). Alexandre de Juniac antecipou que 2017 deve ser conturbado para as empresas aéreas do país.

“Nós não vimos ainda sinais muito positivos vindos da indústria [aérea no Brasil], pois isso está basicamente ligado ao crescimento da economia, que também depende da estabilidade política”, disse Juniac.

De acordo com Juniac, nem a mudança do governo trouxe um novo cenário para o setor. “A política econômica do novo governo e do novo presidente não está totalmente clara”, opinou o diretor da Iata, acrescentando que as taxas no Brasil são muito altas, além da noção de direito do consumidor no país que está desequilibrada a favor do consumidor. Com informações da Folhapress.

Fonte: noticiasaominuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *