O batizado que terminou em velório de 11 pessoas após terremoto no México

Um batizado de uma bebê de dois meses resultou na morte trágica de 12 pessoas em uma igreja após o terremoto no México de terça-feira.

Por causa do abalo sísmico de 7,1 de magnitude que atingiu o país, o teto caiu e soterrou membros de uma família em Atzala, uma cidade de Puebla, Estado no leste do país.

 A cerimônia, prevista para as 13h locais, havia acabado de começar quando o terremoto derrubou a cúpula da igreja Apóstolo Santiago, que caiu sobre as pessoas presentes.

A bebê que ia ser batizada, sua irmã de três anos, sua mãe e seus padrinhos morreram. O pai foi levado ao hospital em estado grave.

Segundo Paulo Carvajal, porta-voz da arquidiocese de Puebla, o padre e o sacristão saíram ilesos, escapando por uma porta na parte de trás da igreja.

O padre “está bem, embora preocupado”, disse Carvajal à BBC Mundo.

O abalo sísmico derrubou a cúpula da igreja do Apóstolo Santiago em Atzala, Puebla. Crédito: EPA/Francisco Guasco
O abalo sísmico derrubou a cúpula da igreja do Apóstolo Santiago em Atzala, Puebla. Crédito: EPA/Francisco Guasco

Foto: BBCBrasil.com

De acordo com jornais locais, habitantes de Atzala se mobilizaram para procurar sobreviventes sob os escombros. O cortejo fúnebre das vítimas parou a cidade na quarta, quando 11 integrantes da família foram enterrados.

A décima segunda vítima, Jacinto Roldán Capistrán, funcionário da prefeitura de Chietla, foi enterrado neste município, a 4 km de Atzala.

O número de mortos no batizado, 12, é equivalente ao total de mortos na cidade inteira no ano de 2014, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística e Geografia do México. A cidade tem 1.326 habitantes.

Entre os mortos, estão a bebê que ia ser batizada, sua irmã de três anos, sua mãe e seus padrinho
Entre os mortos, estão a bebê que ia ser batizada, sua irmã de três anos, sua mãe e seus padrinho

Foto: BBCBrasil.com

Segundo Carvajal, 163 igrejas de Puebla foram afetadas. O templo Apóstolo Santiago, de Atzala, foi construído no século 17.

No Estado de Puebla, ao menos 45 pessoas morreram. O terremoto no México provocou a morte de ao menos 286 pessoas, segundo o coordenador nacional de Proteção Civil do país, Luis Felipe Puente.

Ao menos 163 igrejas foram afetadas em Puebla pelo terremoto/Crédito: EPA
Ao menos 163 igrejas foram afetadas em Puebla pelo terremoto/Crédito: EPA

Foto: BBCBrasil.com

BBC Brasil
Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário