O mordomo da Casa Branca mistura boa história com necessário tom político

O mordomo da Casa Branca é o terceiro longa de Lee Daniels, que teve como primeiro filme o emocionante Preciosa (2009). O diretor mistura uma boa história com necessário tom político na história real do mordomo que serviu na Casa Branca durante o mandato de oito presidentes consecutivos. Por meio do drama familiar, são retratadas as lutas dos negros por direitos civis na segunda metade do século 20.

O mordomo Eugene Allen ganhou o nome de Cecil Gaines, vivido pelo premiado Forest Whitaker. Enquanto está na Casa Branca e ganha menos que seus colegas brancos, seu filho mais velho, Louis, se envolve na luta pelos direitos civis e convive com líderes do calibre de Martin Luther King.

Jr.Daniels surpreende na escalada pouco previsível do elenco, que tem de Mariah Carey (a mãe de Cecil) a Robin Williams (o presidente Dwight Eisenhower), passando por Oprah Winfrey (a esposa de Cecil) até John Cusack (o presidente Nixon). O longa foi bem recebido pela crítica americana, que elogiou o tom que Whitaker deu ao personagem, além da boa contextualização política sem muito dramalhão.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário