O oportunismo desenfreado do brasileiro mostra que as mudanças devem começar pelo caráter

Em momentos de crise, ao invés de unir esforços, cada um tenta arrancar o máximo que puder do outro

O Brasil atravessa uma crise sem precedentes em sua história e em um momento onde a população deveria se unir e ser solidária, alguns elementos mostram que mais grave que a crise financeira é a moral e a de caráter.

Na última quarta-feira, quando começaram a circular informações de que faltaria combustíveis nos postos, teve início uma corrida desenfreada para abastecimento. Se houvesse o mínimo de bom senso, os postos teriam limitado a quantidade de gasolina a ser vendida para cada pessoa, ao preço de mercado. Mas o que aconteceu foi exatamente o contrário. Todos correram para encher os tanques e os proprietários danaram a aumentar os preços, chegando a incríveis R$ 10 em alguns postos.

Oportunismo de ambas as partes. O brasileiro, de modo geral, gosta de se comparar aos americanos do norte, mas está muito longe de atingir o nível de solidariedade e espírito de cidadania dos nossos vizinhos de américa.

Curiosa é a contradição. Os caminhoneiros estão lutando para reduzir o valor do combustível que vem sofrendo aumentos quase que diários, graças a política cretina (e oportunista) adotada por Michel Temer e seu bando. O mais sensato seria os caminhoneiros manterem um abastecimento mínimo nos postos que atendem a população.

O governo tem dois caminhos a seguir, ou cede à pressão na integralidade ou adota medidas mais enérgicas, do tipo colocar as forças armadas para manter o abastecimento. Capitalismo não admite prejuízos a longo prazo, tampouco gosta de ceder à classe trabalhadora. Por enquanto os caminhoneiros ainda tem o apoio da população, mas quando carros começarem a ficar parados nas garagens e começar a faltar energia por falta de diesel nas usinas, ou indústrias começarem a mandar trabalhador para casa sem remuneração, o cenário vai mudar. O movimento trucou o governo, mas tem que saber a hora de recuar. Afinal, no Brasil é assim, desde que sua manifestação não atrapalhe minha vida, voce pode fazer o que quiser, do contrário….

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário