OAB garante prisão domiciliar para advogado Carlos Pietrobon, de Vilhena

O juiz federal de Vilhena, atendendo o pedido de reconsideração da OAB/RO, acaba de deferir a prisão domiciliar do advogado Carlos Pietrobon, preso desde agosto na Operação Stigma, junto com seu filho, Bruno Pietrobon que continua detido em Porto Velho.

A OAB peticionou informando que, além de não concordar que o Centro de Correição é compatível com o conceito de sala de estado maior, o local não era adequado especialmente para Pietrobon, que tem idade avançada e problemas de saúde. Assim, por questão de dignidade, fundamentou a prisão domiciliar autorizada na forma do art. 328, inc. II, CPP.

A OAB permanece com um pedido no juízo federal de Vilhena e com dois Habeas corpus em curso em Brasília.
Toda a OAB/RO esteve engajada na luta em favor dos advogados. De acordo com a assessoria da entiddade, “essa foi uma luta que envolveu a Subseção de Vilhena, Comissão de Defesa das Prerrogativas, Conselheiros Estaduais e Federais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *