Oposição venezuelana decide concorrer com chapa única nas eleições

A Mesa da Unidade Democrática (MUD), coalizão de partidos opositores da Venezuela, definiu que todos os seus candidatos concorrerão em uma chapa única nas eleições de 6 de dezembro, superando assim fortes divergências que ameaçavam gerar divisões na aliança. A estratégia de campanha, que será unificada, foi aprovada na noite de quarta-feira.

Os membros da MUD delinearam ainda como será a atuação da aliança antes e depois das eleições, além de seu posicionamento caso alcance a maioria parlamentar. A coalizão reforçou seu apoio aos presos políticos.

— A estratégia aprovada enfatiza o apoio aos presos, exilados e refugiados políticos, bem como às famílias e vítimas da repressão. Inclui a pressão de conseguir com as ONGs observação eleitoral qualificada e condições eleitorais justas — disse em sua conta no Twitter Jesus Torrealba, secretário-executivo da MUD.

Entre os partidos que aprovaram as estratégias estão o Primeiro Justiça, fundado pelo líder opositor e ex-candidato à presidência Henrique Capriles, Vontade Popular, Ação Democrática e Um Novo Tempo.

Em um dos documentos aprovados, a coalizão se compromete a buscar “soluções urgentes à crise econômica, social e de insegurança”.

“Vamos promover a partir da nova Assembleia Nacional soluções à crise e mudanças políticas no primeiro semestre de 2016, antes das eleições regionais”, diz um dos textos.

 

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário