Paraná em alerta: Mais um morcego com raiva é encontrado no Estado

Um morcego infectado com raiva foi encontrado em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, neste mês. Segundo a Vigilância em Saúde, não há motivo para pânico, já que a circulação do vírus é uma situação que pode acontecer, já que o animal é silvestre, circula na mata e na cidade. O caso, que foi registrado na região central, foi o primeiro confirmado no município.

De acordo com a Vigilância, o fato do morcego voar normalmente à noite é um indício de que ele está saudável.  Quando infectado, ele pode ter mudanças no comportamento, como fazer voos de dia ou não conseguir voar e cair.

Quem encontrar um morcego caído ou desorientado não deve tocá-lo ou deixar que um animal doméstico entre em contato com ele. Uma dica é isolá-lo, colocar um balde ou bacia em cima e chamar o Centro de Controle de Zoonoses para buscá-lo. Como eles têm grande importância no controle de insetos e são protegidos por lei, não devem ser mortos.

Outra providência essencial é manter anualmente cães e gatos vacinados contra raiva. A vacina é disponibilizada gratuitamente na sede do CCZ. Basta agendar previamente a aplicação pelo telefone 3901-5286.

Qualquer acidente provocado por morcego é considerado grave. A raiva é uma doença grave que afeta o sistema nervoso central e pode levar à morte. Todos os mamíferos são suscetíveis ao vírus da raiva, sendo que a contaminação pode ocorrer por arranhões ou mordidas.

Serviço

Mais informações podem ser obtidas com o CCZ pelo telefone 3901-5286. O endereço do serviço é Estrada Municipal DT 606, Nº 303, Roça Nova.

Em Curitiba

Na capital, desde o começo do ano, foram registrados quatro casos de morcegos com raiva na cidade. O último aconteceu no bairro Cajuru.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário