Pedido de cassação do governador do TO deve ser julgado nesta terça (28)

Recurso entrou na pauta de julgamento do Tribunal Superior Eleitoral.
Miranda é acusado de captação ilícita de recursos durante eleições de 2014.

O pedido de cassação dos diplomas do governador do Tocantins Marcelo Miranda (PMDB) e da vice-governadora Cláudia Lelis (PV) deve ser julgado nesta terça-feira (28), em Brasília (DF). O recurso está na pauta de julgamento do Tribunal Superior Eleitoral. Miranda é acusado de captação ilícita de recursos durante as eleições de 2014. Na época, um avião foi encontrado em Goiás com R$ 500 mil e santinhos de políticos do Tocantins, entre eles o governador.

O TSE chegou a confirmar uma data para julgamento, no dia 23 de fevereiro, o que não aconteceu. Na época, o tribunal informou que o processo havia sido enviado para a assessoria de plenário e deveria ser julgado em breve.

Entenda

O processo que pede a cassação dos diplomas foi proposta pela coligação ‘A mudança que a gente vê’, do ex-governador Sandoval Cardoso e pela Procuradoria Regional Eleitoral do Tocantins. Os políticos são acusados de captar recursos financeiros de forma ilícita.

No ano de 2014, durante a campanha eleitoral, um avião foi apreendido em Goiás levando R$ 500 mil, além de santinhos do governador Marcelo Miranda. Além disso, de acordo com o Ministério Público Eleitoral (MPE), o veículo utilizado para levar o dinheiro até a aeronave estava no nome do PMDB.

A denúncia chegou às ser analisada pelo Tribunal Regional Eleitora (TRE), onde o julgamento acabou sendo suspenso após pedido de vistas. Naquela época, o relator do processo, José Ribamar Mendes Junior, se posicionou contrário a cassação.

Fonte: g1/to

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário