Pedido de vista no TRE atrasa julgamento do registro de Sobrinho

Votação deve ser encerrada nesta quarta-feira

O Desembargador Walter Waltenberg divergiu de uma parte da leitura do relator Armando Reigota, que durou pouco mais de 30 minutos, e deu por certo seu voto a favor da continuidade da inelegibilidade do ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho, que tenta obter seu registro de candidatura. Porém, Waltenberg pediu para que seu voto fosse adiado “para amanhã”, pois ainda dispunha de dúvidas a respeito do relatório.

Acompanharam de imediato o votos do relator a desembargadora Jaqueline Conesuque Gurgel do Amaral, e o desembargador Glodner Luiz Pauletto, que decidiu emitir seu voto de pronto logo após pedido de vistas pronunciado por Waltenberg, e acrescentou ainda que não entendia o que mais se tem a analisar do relatório que resultou na condenação por crime de improbidade administrativa do ex-prefeito.

Com três votos já declarados, o registro de candidatura fica cada vez mais complicado para o candidato.

Faltam ainda votar o desembargador Walter e os juízes. Jorge Luiz de Moura Gurgel do Amaral e Juacy dos Santos Loura Júnior. Se houver empate o presidente da Corte, Rowilson Teixeira também vota. As discussões devem ser retomadas nesta quarta-feira, até lá a campanha segue normalmente.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário