Pesquisa aponta Nazif em primeiro, seguido de Pimentel e Léo Moraes

Mauro Nazif mantém liderança e Pimentel disputa 2ª colocação, diz Brasil Dados

Pesquisa divulgada pela empresa Brasil Dados mostra números contraditórios em relação à amostragem do IBOPE, divulgada na semana passada e apresenta mudanças significativas no quadro sucessório majoritário, em Porto Velho. O prefeito Mauro Nazif (PSB) aparece na frente, com vantagem ampliada em relação aos outros adversários. Segundo a pesquisa, se a eleição fosse hoje, Mauro Nazif teria 21,63% das intenções de voto.

Na segunda colocação aparece Williames Pimentel (PMDB) com 14,10%. Léo Moraes (PTB) caiu divide a terceira colocação com o também deputado estadual Ribamar Araújo (PR). O procurador aposentado Hilton Chaves (PSDB) aparece na quarta colocação com 8,62%, uma posição acima do ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT) com 4,81%.

Pimenta de Rondônia (PSol) aparece na última colocação com 1,92%. Cerca de 13,20% dos entrevistados ainda estão indecisos.

Pesquisa da Brasil dados
Pesquisa da Brasil dados

DADOS DA PESQUISA:

Pesquisa Eleitoral – RO-04774/2016 – Contratante Jornal O Rondoniense / Margem de erro de 4% para mais ou para menos

Número de identificação: RO-04774/2016 Data de registro: 21/08/2016
Cargo(s): Prefeito, Vereador Data de divulgação: 27/08/2016
Empresa contratada/ Nome Fantasia: CNPJ: 19812752000185 – IVANI MOTA DE ARAUJO / BRASIL DADOS Eleição: Eleições Municipais 2016
Entrevistados: 624 Data de início da pesquisa: 20/08/2016
Data de término da pesquisa: 23/08/2016 Estatístico responsável: Diogo de Mello Brito da Silva
Registro do estatístico no CONRE: 8602
Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário