Um policial militar foi morto a pauladas, na noite deste sábado (4), em Praia Grande, no litoral de São Paulo. O pai do policial, que é deficiente físico, também foi agredido pelos suspeitos e está internado em estado grave.

Segundo a polícia, dois policiais militares estavam em serviço quando foram chamados para atender uma ocorrência no bairro Jardim Anhanguera. Chegando ao local, notaram que a casa estava com todos os móveis fora do lugar, e o colega de profissão Willian Ribas, de 29 anos, já estava morto.

O jovem, que se formaria em dezembro na Escola da Polícia Militar, teve sua casa invadida pelos suspeitos e foi morto a pauladas por volta das 23h de sábado.

Antes de morrer, Willian viu seu pai, José Amauri Ribas, de 53 anos, que é deficiente físico, ser agredido também com pauladas e golpes de faca pelos suspeitos. Segundo a polícia, o pai do rapaz foi socorrido em estado grave para o Pronto Socorro do Hospital Irmã Dulce.

Amigo de infância

Um dos suspeitos pode ser conhecido das vítimas. José Amauri Ribas, de 53 anos, viu o filho Willian Ribas, de 29, ser morto na frente dele, e reconheceu um dos agressores.

De acordo com o registro oficial na Polícia Civil, o pai do PM, que também foi atacado a pauladas, recobrou a consciência após chegar ao Pronto Socorro do Hospital Irmã Dulce, onde está internado em estado grave. Ele relatou às autoridades que atenderam a ocorrência que um dos agressores, conhecido como “Ticonha”, teria estudado com seu filho, e que teria, inclusive, se envolvido no roubo de uma moto de Willian.

A polícia abrirá inquérito para investigar o que motivou a morte do policial militar e quem foram os autores do crime. O caso foi registrado na Delegacia Sede da cidade.

Com G1

Alan Alex

Alan Alex

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *