Policial é agredido e atira em paciente que tentava suicídio, em Goiânia

Um policial civil tentou impedir que um paciente do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) se suicidasse, mas acabou baleando o internado. A Polícia Civil informou que o policial teve cortes no rosto e no braço ao tentar impedir que o paciente se ferisse, mas que ambos foram atendidos e passam bem.

O Hugo informou, por meio de nota, que os dois envolvidos foram atendidos imediatamente. Segundo o texto, foram feitas pequenas suturas nos ferimentos do policial e o paciente está sendo avaliado por equipe multidisciplinar da unidade de saúde.

Por meio de nota, a Polícia Civil destacou que o paciente “tentou suicídio após uma cirurgia de tórax”. Segundo a corporação, o internado “quebrou uma janela de vidro e cortou-se com cacos”. Em seguida, servidores do hospital pediram ajuda para uma equipe de enfermagem e depois para “um policial civil que presta serviços no referido estabelecimento de saúde, tudo no intuito de impedir o paciente de concretizar o suicídio”.

Ainda segundo a corporação, o “o policial civil foi agredido pelo paciente, que o atacou com cacos de vidro, causando-lhe cortes no rosto e braços”, foi quando o policial atirou e atingiu o paciente no quadril. “A Polícia Civil irá instaurar procedimento para apurar o caso em sua integralidade”.

G1/GO

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário