[COLUNA] – Governo chama PMs de volta, mas só os que não são “amigos do rei”; e acabou com o ITERON

Marcos Rocha deve enfrentar a primeira greve de sua gestão, os agentes penitenciários anunciaram nesta segunda que vão parar. Ao mesmo tempo, governador convoca PMs que estavam à disposição de outros órgãos, mas enche o Executivo com oficiais da ativa. O governador também acabou com o Iteron

Marcos Rocha deve enfrentar a primeira greve de sua gestão, os agentes penitenciários anunciaram nesta segunda que vão parar. Ao mesmo tempo, governador convoca PMs que estavam à disposição de outros órgãos, mas enche o Executivo com oficiais da ativa

Decepção

Essa é a palavra que se encaixa no sentimento dos servidores da segurança pública de Rondônia com o “governador do Bolsonaro” Marcos Rocha (PSL). Na semana passada, ele vetou o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos agentes penitenciários, desfazendo de uma decisão judicial e rasgando o orçamento aprovado pela Assembleia Legislativa em dezembro. Para completar, nesta segunda-feira, Marcos Rocha determinou o retorno de todos os policiais militares que estavam à disposição da Assembleia, Tribunal de Justiça, Ministério Público e prefeituras.

Para gringo ver

Na verdade o tal decreto que revoga cedências só atinge os outros, porque no governo mesmo tem quase um batalhão de oficiais espalhados pelas secretarias e foram nomeados já por Marcos Rocha. O que o governador tenta é dar um ar de moralidade em ações meramente politiqueiras. Aliás, essa maquiagem já ficou clara antes mesmo dele assumir, quando pegou diárias para sua esposa o acompanhar em Brasília. Foi um ato de improbidade administrativa que já deveria ter sido denunciado pelo Ministério Público. O fato dela ter sido nomeada retroativamente não dá legalidade nenhuma. Pelo contrário, caracteriza uma tentativa de burlar a legislação. O grave não é ela ter pego as diárias, a gravidade está na falta de justificativa que ampare sua presença na capital federal oficialmente, o que não existe.

Olha só

Na Segep tem um coronel da PM, um capitão da PM e um capitão dos Bombeiros, todos da ativa; no gabinete do governador tem um coronel da PM que é secretário-executivo (reserva), um capitão, um tenente e um sargento (na ativa, ambos com CDS 14); No DER um capitão (ativa) é assessor especial, o gerente de infraestrutura é um sargento da PM (ativa) e vários outros militares estão como engenheiros e arquitetos. Na SEAS (da primeira dama), o CAF é um capitão (ativa) e uma assessora que é sargento pm (ativa); No Detran o diretor de fiscalização é tenente coronel PM (ativa) e vários outros que estão espalhados por lá.

Não é possível

Que apenas na PM que existam profissionais para preencher esses quadros. O governador deveria ter ouvido o conselho de Confúcio Moura, aquele em que ele fala para “não querer inventar a roda”.

É bom jair se acostumando

Conforme havíamos antecipado na última coluna publicada na sexta-feira, os agentes penitenciários anunciaram que entram em greve esta semana em todo o Estado. A presidente do Singeperon, sindicato da categoria, Dahiane Gomes fez o anúncio nesta segunda-feira. Em seu pronunciamento, ela afirmou estar “decepcionada (*mais uma) com Marcos Rocha” e que o mesmo “sequer os recebeu” para abrir um canal de “diálogo saudável” e logo ele, que é o “candidato do Bolsonaro” portanto “deveria se preocupar com a segurança”.

Pois é

Além de não receber representantes do Singeperon, Marcos Rocha também não recebeu representantes da Polícia Civil. Um áudio que circulou no fim de semana revela que os policiais chegaram a “fazer campana” para conseguir acesso ao governador, mas ele deu “uma baroa” na turma. Rocha não quer saber de diálogo. Mas, quem quiser pode ficar olhando o perfil do Facebook do governador. Diz ele que “fala por lá”.

Acabou antes de começar

O governador Marcos Rocha vetou a criação do Instituto de Terras de Rondônia, que havia sido aprovado pelos deputados em dezembro. Na justificativa, “a iniciativa cabe ao executivo”. A proposta do Iteron era agilizar na regularização de terras em Rondônia. Está no Diário Oficial desta segunda-feira, quem também trás centenas de nomeações em cargos comissionados e mudanças no PPA.

Decreto acaba com instituto criado para regularizar as terras no Estado

Lá vem…

O Cade investiga 14 empresas multinacionais de seguros da área da aviação por suposta formação de cartel há mais de 20 anos, o que poderá causar aumento no preço das passagens. O esquema foi descoberto através de um acordo de leniência. Os detalhes estão no Jornal do SBT.

E o Queiroz?

Apareceu em um vídeo fazendo dancinha no Albert Einstein com a família. Curioso que o Ministério Público do Rio de Janeiro até hoje, não tomou providências em relação a esse caso. Sérgio Moro, o paladino, faz de conta que não tem nada a ver com o assunto e o Flávio Bolsonaro dá explicações, mas só ao SBT.

Refrigerante diet aumenta risco de retinopatia diabética

O consumo de refrigerantes diet pode aumentar o risco de retinopatia diabética proliferativa – um tipo grave de doença ocular diabética que pode levar à cegueira –, de acordo com um estudo publicado on-line na edição de setembro/outubro do periódico Clinical and Experimental Ophthalmology. O estudo é o primeiro que avaliou a relação entre o consumo de refrigerantes e as complicações microvasculares do diabetes. “Na nossa amostra clínica, os pacientes diabéticos que consumiram mais de quatro latas, ou 1,5 litros, de refrigerantes diet por semana tiveram risco duas vezes maior de ter retinopatia diabética proliferativa”, disse ao Medscape a Dra. Eva Fenwick, Ph.D., primeira autora do estudo, especialista em pesquisa clínica no Singapore Eye Research Institute e professora assistente na Duke-NUS Medical School, em Cingapura. Curiosamente, o estudo não encontrou correlação entre o consumo de refrigerantes normais, adoçados com açúcar, e o aumento do risco de retinopatia diabética. Devido ao desenho transversal deste estudo, serão necessários mais estudos longitudinais para determinar se os refrigerantes diet são ou não uma alternativa saudável às bebidas adoçadas com açúcar, acrescentou a pesquisadora. Os refrigerantes diet têm sido vendidos como mais saudáveis do que os normais, mas uma quantidade crescente de evidências tem sugerido que os adoçantes artificiais também podem ser prejudiciais à saúde. Pesquisas anteriores estabeleceram uma relação entre o refrigerante diet e o aumento do risco cardiometabólico e do diabetes tipo 2. Apesar dos mecanismos biológicos ainda não serem conhecidos, a hipótese de alguns pesquisadores é que as bebidas diet “enganam” o corpo, que entende que consumiu uma quantidade maior de energia, e não o valor real. Isso pode levar a aumento da fome e maior ingestão de calorias no longo prazo.

Participe do debate. Comente!