Por 6 votos a 1, TRE indefere recurso de Rosani Donadon e ela não pode ser candidata

Ex-prefeita, cassada pelo TSE está impedida de disputar eleição suplementar em Vilhena

O Tribunal Regional Eleitoral julgou na tarde desta terça-feira, 29, o recurso do pedido de registro de candiatura da ex-prefeita de Vilhena, Rosani Donadon (MDB), que tentava concorrer na eleição suplementar que acontece no município no próximo domingo, 3.

Como foi Rosani quem deu nulidade ao processo eleitoral de 2016, atendendo a um pedido do Ministério Público Eleitoral, a justiça em Vilhena indeferiu o pedido de registro. Ela então recorreu ao TRE. O advogado de Rosani, José de Almeida Júnior fez sustentação oral, e em seguida foi a vez de Nelson Canedo, que representa a coligação adversária, encabeçada pelo candidato Eduardo Japonês (PV).

Votaram contra o recurso de Rosani os juízes Flávio Fraga (relator), Paulo Rogério José (revisor), Glodner Luiz Pauleto, Oudivanil de Marins, Kiochy Mori e a juíza Rosemeire Conceição dos Santos Pereira de Souza. Favorável apenas Clênio Amorim.

Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral.

Participe do debate. Comente!