Presa suspeita de espancar e matar homem que importunava amigas, em GO; vídeo mostra crime

Mulher confessou participação em agressão, mas não em homicídio, segundo Polícia Civil. Ela foi detida em clínica de reabilitação de Buriti Alegre.

A Polícia Civil prendeu uma jovem de 21 anos suspeita de espancar e matar um homem em Itumbiara, no sul de Goiás. Conforme a Polícia Civil, a vítima importunava meninas do grupo, “mexendo” com elas, e Karollyne Martins Queiroz quis impedi-lo. Ela, um jovem e dois adolescentes são investigados pela corporação por matar Nivaldo Ledo dos Santos em fevereiro deste ano. A presa foi detida em uma clínica de reabilitação de Buriti Alegre, onde estava há quatro dias, segundo a Polícia Civil.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Vinícius Penna, a presa ainda não tem um advogado. Segundo o delegado, ela alega ter agredido o homem, mas não confessa ter participado do homicídio.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o crime. O G1 alerta que as imagens são fortes e não serão divulgadas na íntegra. A gravação mostra quando quatro pessoas perseguem a vítima até derrubá-la no chão. Os agressores chutam e pisam diversas vezes no homem. (Veja vídeo).

Após as agressões, o grupo vai embora e deixa a vítima caída, que começa a se levantar. Um deles vê a vítima reagindo e volta correndo até ela para continuar batendo. Em seguida, outro vem com uma pedra e a joga na cabeça do homem.

O delegado responsável pela investigação, Vinícius Penna, disse que o homem morreu por causa da pedrada que levou na cabeça. O crime ocorreu no último dia 9 de fevereiro deste ano.

“Karollyne conta que estavam em grupo e a vítima sempre tentava tocar nas meninas do grupo. A autora admite que foi a primeira a empurrá-lo e começara a persegui-lo. O outro jovem envolvido está foragido e os outros dois são menores de idade. Passamos os dados para a delegacia especializada que deve ficar responsável por seguir com a investigação no caso deles”, detalhou.

Penna contou ainda que a jovem deve responder por homicídio qualificado por impossibilitar a defesa da vítima e por corrupção de menores, por ter envolvido os adolescentes no crime. Ainda de acordo com o delegado, a presa foi vítima de uma tentativa de homicídio recentemente, cuja investigação aponta para envolvimento com tráfico de drogas.

Vítima foi agredida com pisões e chutes e depois morta com pedrada na cabeça (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte: g1

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário