A Secretaria Municipal de Obras (Semob) apresentou aos empresários com estabelecimentos nas Nações Unidas o projeto de execução de revitalização da avenida, que prevê uma série de inovações e irá beneficiar o trânsito de veículos, pedestres e o próprio comércio ali localizado. O projeto vai agora para análise técnica da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) e, depois de deferido, encaminhado para a licitação.
O projeto de revitalização, fruto de um trabalho conjunto entre a Prefeitura de Porto Velho, a Fecomércio Rondônia, o Sindipeças e os empresários, foi apresentado pelos técnicos da PAS – Projeto, Assessoria e Sistema Ltda., empresa responsável pelos projetos arquitetônicos e de urbanismo da Prefeitura.

A apresentação aconteceu na sala de reuniões da sede da Fecomércio e contou com as presenças do presidente do Sindipeças Osmar Santana, a gerente Executiva da Fecomércio, Cileide Macedo, do secretário da Semob, Gilson Nazif, o adjunto Marcelo Reis Teixeira, o secretário da Semtran Carlos Gutemberg, a fiscal de obras Juliana Galvão, e engenheiros e arquitetos da Semtran e Semob.

Osmar Santana agradeceu ao secretário Gilson Nazif pela atenção dada ao projeto, designando técnicos da Semob e sempre se predispondo a atender o chamamento dos empresários. “A conclusão do projeto é um passo importante para que possamos realmente comemorar mais adiante a revitalização da avenida Nações Unidas, tão importante para o comércio da Capital”, avaliou.

OBRA INICIA AINDA NESTE ANO

O secretário Gilson Nazif explicou aos empresários que a revitalização das Nações Unidas é uma obra prioritária, assim como as obras da Duque de Caxias, que irá dar vazão ao trânsito da Carlos Gomes; da Sucupira, rua paralela a Jatuarana que desafogará o trânsito na Zona Sul; e a da 13 de Setembro (antiga rua dos Japoneses). “São obras importantes para melhorar o trânsito de Porto Velho e dar uma nova paisagem à Capital. Não temos dúvidas a Nações Unidas será um cartão postal de Porto Velho”, disse.

Segundo informou o secretário adjunto da Semob, Marcelo Reis Teixeira, o prazo para a conclusão do processo licitatório, caso ocorra dentro da normalidade, deve demorar entre 3 a 4 meses. “Nossa expectativa é iniciar esta obra no início de novembro deste ano”, disse.

Na ocasião o secretário municipal de Trânsito, Carlos Gutemberg, explicou que o papel da Semtran neste projeto é o de analisar a acessibilidade da avenida, verificando critérios como: se o transporte público será prejudicado, se os locais destinados aos estacionamentos estão nos locais adequados, e se os pontos para a instalação de sinais estão em consonância com a legislação.

REVITALIZAÇÃO

A revitalização da avenida compreende toda a área entre a Jorge Teixeira e a Sete de Setembro. Pelo projeto, os estacionamentos oblíquos (em 45º) somente serão possíveis de se adotar na área entre a rua Jaci-Paraná e Jorge Teixeira, onde a distância da via é superior a 32 metros. Já deste trecho até a Sete de Setembro, onde a média é inferior a 30 metros, serão implantados estacionamentos paralelos.

O projeto prevê a arborização da avenida, a utilização do canteiro central como via de escoamento da água pluvial, melhoria na sinalização e na iluminação pública. Além disso, por se tratar de uma via com muitos estabelecimentos comerciais da área de peças e serviços automotivos, serão feitas adequações para acesso aos estabelecimentos, padronização de calçada e implantação de dispositivos de acessibilidade para deficientes físicos.

Fonte: Assessoria

Redação Painel Político

Redação Painel Político

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *