Quadros com foto oficial de Dilma começam a ser retirados no Planalto

Desde que assumiu o cargo interinamente, Temer ordenou que os quadros de Dilma fossem mantidos até a decisão final do impeachment

Os quadros com o retrato da presidente cassada Dilma Rousseff já começaram a ser retirados do Palácio do Planalto, pouco menos de duas horas depois de decretado o impeachment.

Segundo um interlocutor do presidente Michel Temer, o quadro que fica no gabinete presidencial já foi retirado. Autorizados a remover a fotografia de Dilma, servidores estão por conta própria colocando as fotos em cantos das salas.

Temer preferiu esperar o resultado do impeachment para fazer a foto oficial que passará a estampar os novos quadros. Por isso, a substituição deve demorar um pouco.

Desde que assumiu o cargo interinamente, Temer ordenou que os quadros de Dilma fossem mantidos até a decisão final do impeachment. O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, foi um dos únicos que já não ostentava o quadro em seu gabinete.

Com informações da Agencia Estado

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário