Queixas do MBL contra Facebook viram chacota na internet

Movimento teve páginas retiradas do ar sob suspeita de propagar “fakenews”

O Facebook retirou do ar nesta quarta-feira uma rede de páginas e contas usadas por membros do grupo ativista de direita Movimento Brasil Livre (MBL), reprimindo o que chamou de uma rede de perfis enganosos antes das eleições de outubro.

A empresa informou ter retirado do ar, 196 páginas e 87 perfis por fazerem parte de “uma rede coordenada que se ocultava com o uso de contas falsas no Facebook, e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”.

O MBL tratou o assunto como “censura” e vem sendo alvo de chacota na internet. No Twitter, o assunto está entre os mais comentados do dia, e a grande maioria dos internautas critica o “mimimi” do movimento.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário