Agências recrutam ‘avós emprestados’ para programas de intercâmbio

Quem decide aderir ao intercâmbio ganha, além da ida para o país estrangeiro, a chance de melhorar a língua, conhecer outra cultura e, quem sabe, netos emprestados

Agências especializadas em programas de intercâmbio e au pair (programa no qual jovens recebem salário e moradia em outro país para cuidar de crianças enquanto os pais trabalham) vão começar a investir nas mulheres maiores de 50 anos.

Quem decide aderir ao intercâmbio ganha, além da ida para o país estrangeiro, a chance de melhorar a língua, conhecer outra cultura e, quem sabe, netos emprestados. Já as famílias podem se sentir mais seguras ao saber que os filhos estão com pessoas mais responsáveis e com mais experiência tanto nos cuidados da casa quanto de crianças.

Uma das agências que se especializou neste tipo de serviço é a alemã Granny Au Pair, criada em 2010. A dona da empresa, Michaela Hansen, afirma que o sonho de viver fora não é apenas dos jovens, mas continua nas pessoas mais velhas. A empresa francesa Mamieadom também presta um serviço semelhante. As duas ageências aceitam inscrições de brasileiras, afirma o jornal EXTRA.

Fonte: noticiasaominunto

Deixe uma resposta