Equipamentos do exército de Israel não servem para buscas, dizem bombeiros

“O imagiador que eles têm pegam corpos quentes, e todos os corpos [na região] são frios”, disse o ministro israelense

Os equipamentos trazidos de Israel para Brumadinho (MG) “não são efetivos para esse tipo de desastre”, disse o comandante das operações de resgate, o tenente-coronel Eduardo Ângelo. 

“O ministro de Israel se pronunciou a respeito das dificuldades que eles tiveram. O imagiador que eles têm pegam corpos quentes, e todos os corpos [na região] são frios. Então esse já é um equipamento ineficiente”, disse o tenente-coronel ao jornalista Rubens Valente, da Folha de S. Paulo. “Dos equipamentos que eles trouxeram, nenhum se aplica a esse tipo de desastre”, disse ele.

O militar reconheceu que o detector de imagens poderia ser eficaz para localização de sobreviventes, pois capta o calor humano. Porém, nenhum sobrevivente foi localizado pelas buscas das últimas 48 horas. “O que faz [constitui] a imagem é a temperatura. Quando a temperatura está homogênea, é como se não houvesse nada no solo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *