Samsung começa a abandonar entrada para fones de ouvido em smartphones

Nesta semana, a Samsung lançou o Galaxy A8S na Coreia do Sul. O smartphone é o primeiro da marca com uma espécie de “furo” na tela para instalar a câmera frontal. Mas é também o primeiro da empresa em outro segmento: o dos smartphones sem entrada para fone de ouvido.

A Samsung já lançou celulares sem a porta de 3,5 milímetros antes, mas eram modelos de flip limitados para países da Ásia. O Galaxy A8S é o primeiro aparelho de projeção global a embarcar na moda que foi popularizada pelo iPhone 7, da Apple, lançado em 2016.

Desde que Phil Schiller, o chefe de marketing da Apple, disse que tirar a porta P2 para dar espaço a um smartphone mais fino, mais resistente e uma nova era de conexões sem fio exigiu “coragem” da empresa, um mar de concorrentes adotaram a ideia em aparelhos Android.

A Motorola, por exemplo, lançou o Moto Z e o Moto Z2 Force no Brasil sem entradas para fones. A gigante chinesa Huawei e a taiwanesa HTC também aderiram à moda. Sony e Nokia não resistiram, e até o Google, que tirou sarro da Apple por remover a porta P2, fez o mesmo com o Pixel 2. Sobraram apenas as coreanas Samsung e LG entre as maiores marcas, mas tudo indica que a primeira está quase deixando a resistência de lado.

Isso porque, de acordo com vazamentos recentes, o Galaxy A8S é uma prévia do que esperar do Galaxy S10, o modelo top de linha que a Samsung deve lançar no primeiro trimestre de 2019. E a linha Galaxy S costuma antecipar as principais tendências da fabricante para as outras linhas de smartphones.

Foi assim com a “tela infinita”, que pouco a pouco chegou a smartphones da linha Galaxy A e já começa a aparecer nos baratinhos da linha Galaxy J. Vazamentos recentes também indicam que o S10 terá a mesta tela com furo do A8S, o que reforça a tese de que o vindouro top de linha também pode abandonar a entrada de 3,5 milímetros.

Sem falar que se a Samsung está disposta a acabar com a porta P2 em um smartphone essencialmente intermediário premium (o Galaxy A8S), seria ainda mais fácil adotar esse design em um aparelho top de linha, visto que iPhones e outros concorrentes da mesma faixa de preço já deixaram o consumidor acostumado com esta ausência.

Alguns vazamentos recentes, porém, indicam que a porta P2 permanece em ao menos algumas versões preliminares do Galaxy S10. Mas não se surpreenda se o Galaxy S11 ou o aguardado telefone dobrável da Samsung abolirem a entrada de fones rumo ao “futuro wireless” que a indústria nos promete há anos.

Fonte: olhardigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *