Policial surta e dá tiros dentro de hospital no Espírito Santo

Segundo testemunhas, ele estaria drogado e exigiu rapidez no atendimento

Funcionários e pacientes do Hospital Santa Mônica, em Itaparica, Vila Velha (ES), viveram momentos de pânico, na madrugada desta quarta-feira (2). O policial militar Marcelo Pain Maciel Filho, 25 anos, teve um surto e começou a disparar dentro da unidade de saúde. Segundo testemunhas, ele estaria drogado e exigiu rapidez no atendimento.

De acordo com informações da TV Gazeta, o tenente disse à medica que o atendeu que usou drogas e estava arrependido. O caso está sendo investigado pela corregedoria da PM. A arma dele foi recolhida. A corporação ainda não havia recebido a ocorrência. Felizmente, ninguém ficou ferido.

“A gente estava na recepção quando o paciente chegou para receber o medicamento. Ele foi para o repouso e voltou jogando a folha, com agressividade, em cima do balcão. A gente pediu para ele aguardar no box. Fomos pegar o medicamento dele na farmácia. Quando a gente voltou, viu que ele estava de lado, como quem esconde alguma coisa. Eu fiz a pulsão e, quando fui aplicar o medicamento, eu e minha companheira, escutamos o primeiro tiro. Foi bastante tiro. Foi muito assustador”, contou uma técnica de enfermagem, que pediu pra não ser identificada.

A médica que atendeu o policial, que também não quis revelar o nome, afirmou que ele passou pela triagem, pelo enfermeiro. “Já tinham me avisado para ter agilidade porque ele tinha sido grosseiro. Ele se identificou como policial e exigiu atendimento rápido. Ele falou que estava muito arrependido e triste por uma coisa que havia feito. Ele contou que estava fazendo tratamento psiquiátrico e que fez uso de droga ilícita e que estava arrependido”, disse.

Confira na íntegra a nota da PM

Na madrugada desta quarta-feira (2) a PM foi acionada, via Ciodes, por uma funcionária do hospital que atendeu o policial militar e informou que, descontente, aparentando estado depressivo, efetuou disparos de arma de fogo dentro do local, e que funcionários estariam trancados em um cômodo. A CIMEsp foi acionada e as imediações foram isoladas.

No local, o PM entregou o armamento por conta própria e foi constatado dois disparados realizados. Ele foi medicado e após transferido para o Hospital HPM.

Os fatos, como de praxe, serão apurados pela Corregedoria.

Fonte: noticiasaominuto

Banco erra e coloca R$ 2 milhões na conta de comerciante no ES

Uma comerciante ficou milionária por um dia no Espírito Santo, devido a um erro bancário. Vanilda Bruni de Souza teve uma surpresa ao ver o seu saldo e ver que estava com R$ 2 milhões e 57 mil de saldo. As informações são do G1.

A sobrinha da comerciante, Paula Beatriz de Souza, que percebeu o erro e comunicou. “Eu falei ‘tia, tem dinheiro demais na conta, é muito dinheiro e eu não sei de onde veio, tem alguma coisa errada'”, contou.

Antes do erro, Vanilda tinha cerca de R$ 1.500 de saldo. Depois disso, ligou para o banco e falou com o gerente. “Quando ele abriu, ele se assustou e falou que a sua conta está milionária”, falou a comerciante.

Pouco tempo tempo o erro foi reparado e Vanilda diz que nunca pensou em se aproveitar do dinheiro, apesar das muitas dívidas que diz ter.

Fonte: noticiasaominuto

Criança internada após tomar vitamina no ES foi envenenada e pai é preso, diz polícia

O homem confessou o crime, que aconteceu em Castelo, no Sul do Estado.

O pai do menino de 7 anos, que passou mal depois de beber vitamina industrializada, em Castelo, no Sul do Espírito Santo, foi preso na manhã desta quarta-feira (10).

Ele confessou que envenenou o filho e será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim.

A criança passou mal depois de beber a vitamina, no dia 25 de setembro, e ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil de Cachoeiro de Itapemirim até a última sexta-feira (5).

De acordo com o delegado Marcelo Ramos, o pai tentou fugir no momento da prisão, mas foi pego.

Na delegacia, o pai, de 35 anos, confessou que colocou um produto químico na bebida e que a intenção era reatar com a mãe do menino.

Em entrevista à TV Gazeta, quando a criança ainda estava internada, o pai disse que a vitamina tinha sido comprada em uma padaria e que o menino teve uma reação alérgica.

Quando estava internado, o menino chegou a ser levado para Vitória, para fazer uma endoscopia, exame feito no estômago, mas como ele não tinha nenhuma lesão no órgão, foi levado para o Hospital de Cachoeiro de Itapemirim.

A Polícia Civil espera o laudo para saber qual foi a substância usada para intoxicar o menino.

Fonte: g1

Bebê é jogado pela janela e pai fica ferido ao tentar salvar, no ES

Suspeita é de que a mãe do bebê, de 29 anos, teve um surto e arremessou a criança do 2º andar de prédio.

Um bebê de dois meses ficou ferido após ser jogado pela janela do segundo andar de um prédio no bairro Campo Grande, em Cariacica, no Espírito Santo, nesta terça-feira (2). Segundo a polícia, a mãe do menino teve um surto e arremessou a criança, que caiu no telhado do vizinho. O pai tentou salvar o filho, mas a estrutura quebrou e os dois caíram.

A polícia contou que a mãe, que tem 29 anos, quebrou a janela da casa do prédio onde mora, no segundo andar, e jogou o filho da janela.

A criança caiu no telhado do vizinho, que mora no primeiro andar. O pai da criança, de 35 anos, subiu no telhado para tentar pegar o filho, mas a estrutura não suportou e pai e filho caíram dentro da casa do vizinho, no primeiro andar.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros foram acionados. O pai foi levado para o Hospital São Lucas e o menino para o Hospital Infantil, ambos em Vitória.

Testemunhas contaram que o pai ficou mais ferido que a criança. Ele não conseguia se mover depois da queda. Os vizinhos ouviram o choro do bebê.

“Eu estava deitada, ouvi os gritos da mãe, falando coisas horríveis, do surto. Eu vi ele (o pai) caído no chão, com sangue perto da coluna, e o bebê. A polícia foi acionada e os bombeiros tiraram o bebê daqui. Quando estavam saindo, ouvimos o choro do bebê”, contou dona Elza, que mora na casa ao lado.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde de pai e filho.

Mãe

A polícia contou ainda que a mãe estava em surto e que sofre de problemas psicológicos. Depois, ela fugiu de casa, saiu correndo e foi encontrada pelos policiais.

Ela estava abalada, agressiva e não conseguia falar com clareza. Ela foi levada para o Hospital Estadual de Atenção Clínica, o antigo Adauto Botelho, onde está internada.

A mulher ainda não prestou depoimento à polícia.

Fonte: g1

Criança de 7 anos vai para UTI após tomar vitamina industrializada no ES

O menino foi transferido para Vitória, onde vai passar por exames no estômago e no esôfago. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da criança.

Uma criança de sete anos passou mal e foi parar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, após beber uma vitamina industrializada, na cidade de Castelo, onde mora.

O menino foi transferido para Vitória, onde vai passar por exames no estômago e no esôfago. Ainda não há informações sobre o estado de saúde da criança.

A Vigilância Sanitária de Castelo recolheu os lotes dessa vitamina. As amostras serão analisadas e o resultado dos testes sai nesta quarta-feira (26). Já a Vigilância de Cachoeiro disse que uma equipe visitou a cooperativa responsável pela fabricação da vitamina.

Em nota, a cooperativa de laticínios Selita informou que todos os produtos são fabricados por meio de equipamentos de alta tecnologia e com rigoroso controle de qualidade. Também falou que está à disposição para colaborar.

O pai, o auxiliar de produção Ananias Amênico, contou que, na hora do almoço, o filho passou mal.

“Era 12h20 e ele pediu para comprar uma vitamina de frutas, aí comprei. Chegamos em casa, almoçamos e, depois, ele pediu a vitamina de frutas. Quando ele abriu e sugou com o canudinho, começou a queimar a boquinha dele e ele cuspiu tudo fora, mas já tinha queimado muito. Eu entrei em desespero, porque começou a sangrar”, disse.

Nesse momento, Ananias correu com o menino para dentro do banheiro, o colocou inclinado na pia e ele começou a cuspir muito sangue. Por isso, ficou ainda mais desesperado e pediu ajuda aos vizinhos do prédio onde moram.

O menino foi levado para o Hospital Infantil de Cachoeiro e, depois, transferido para Vitória. Segundo o pai, a criança já apresentou algumas reações alérgicas, mas nunca tão grave. “Ele sempre tomava vitamina de frutas e dava uma alergia normal, de ficar com o corpo vermelho, mas, dessa vez, foi grave”, falou.

A empresa fabricante do produto entrou em contato com a família, oferecendo assistência. O pai registrou boletim de ocorrência na delegacia de Castelo.

Fonte: g1

Professor de História se veste de nazista para dar aula e causa revolta

Nas redes sociais, internautas criticaram a atitude do professor

A foto de um professor vestido de nazista enquanto dava aula de História sobre a Segunda Guerra Mundial em uma escola particular de Vila Velha (ES), na última sexta-feira, gerou revolta nas redes sociais. Internautas criticaram o uso do uniforme do Terceiro Reich, que levou à morte 6 milhões de judeus no Holocausto, além de outras 5 milhões de pessoas de grupos considerados inferiores por Adolf Hitler, entre 1933 e 1945.

O caso ocorreu no Centro Educacional Charles Darwin. Em notas, a escola e o professor, Gabriel Tebaldi, afirmaram que o objetivo foi tornar a aula mais dinâmica e que em nenhum momento houve apologia ao nazismo. Tebaldi ressaltou, ainda, que todos os alunos eram maiores de idade. A Congregação Israelita Capixaba (Cicapi), que representa a comunidade judaica no Espírito Santo, emitiu uma nota de repúdio à atitude do docente nesta segunda-feira.

Nas redes sociais, internautas criticaram a atitude do professor.

“Já parou pra analisar que ele entrou em uma sala de aula vestido de nazista? Ele está fazendo uma realidade que é o nazismo se tornar algo engraçado, quando não é. O nazismo trouxe a morte de 6 milhões de judeus, e isso nunca é engraçado. Isso é criminoso, isso é cruel”, disse um usuário do Twitter.

“Se ele realmente tivesse se formado adequadamente no curso de História, saberia o peso que é utilizar uma fantasia dessas, e se sentiria no mínimo culpado de fazer isso como uma mera brincadeira para tornar a aula mais atrativa. Lamentável”, escreveu mais uma pessoa.

A Congregação Israelita Capixaba (Cicapi) manifestou sua “preocupação, constrangimento e repúdio com a didática adotada” do professor Tebaldi.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO EXTRA.

Menina de 16 anos briga com a mãe e mata irmão de 6 a machadadas no ES

O caso aconteceu nesta sexta-feira (7), no distrito de Santa Marta, em Ibitirama, Sul do Estado. A morte aconteceu enquanto os pais estavam fora de casa.

Uma menina de 16 anos matou o irmão, de seis, a machadadas após brigar com a mãe. Segundo a polícia, o caso aconteceu nesta sexta-feira (7), no distrito de Santa Marta, em Ibitirama, Sul do Espírito Santo.

O delegado plantonista de Alegre, Dedier de Carvalho, disse que o crime aconteceu enquanto os pais foram até a sede da cidade, que fica a 9 km do distrito, e a garota ficou sozinha com o irmão.

Dedier falou para a reportagem da TV Gazeta que a menina tentou se matar depois do crime e que tem marcas de cortes nos braços.

O delegado ainda disse que a jovem não tem histórico de violência e não tem nenhum transtorno mental.

“É uma boa aluna, nunca deu problema, é calma e tímida”, disse o delegado.

O G1 ainda não tem informações sobre o motivo da briga entre a garota e a mãe.

A adolescente foi levada para a Delegacia de Alegre e, segundo Dedier, o promotor pode mandá-la para a internação, em Alto Laje, em Cariacica.

A mãe foi sedada após passar mal. O corpo da criança vai ser encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Cachoeiro de Itapemirim.

Ainda não há informações sobre velório e enterro do garoto.

Fonte: g1