Mãe e filha de 5 anos são encontradas mortas em casa em SC

Polícia Militar acredita que a mulher tenha matado a criança e em seguida se matado. Na residência foi encontrada uma carta.

Uma mulher de 37 anos e a filha dela de 5 anos foram encontradas mortas em São Lourenço do Oeste, no Oeste catarinense, por volta das 12h45 desta quinta-feira (10). Os corpos estavam no quarto da casa delas, no bairro Cruzeiro.

A Polícia Militar acredita que a mãe tenha matado a criança e em seguida tirado a própria vida.

Segundo a PM, a menina foi morta com seis disparos, sendo cinco no peito e um na cabeça. Já a mulher por dois, um no queixo e outro também na cabeça. A arma estava próximo ao corpo da mãe.

Na casa também foi encontrada uma carta, na qual a mulher manifestava o desejo de cometer o crime. Segundo a família, ela tinha depressão.

Ela teria usado uma espingarda que tem um silenciador, por isso os vizinhos não ouviram os disparos. Os corpos foram encontrados por um parente. O marido da mulher estava trabalhando no momento do crime, segundo a PM.

Além da PM, o Corpo de Bombeiros e o Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram no local. O G1 não conseguiu contato com a Polícia Civil.

Fonte: g1

Mãe e filha de 11 anos morrem ao serem atingidas por raio em pomar

Akio Oyama, de 47 anos, estava próximo, mas saiu ileso

Mãe e filha morreram ao serem atingidas por um raio na noite da terça-feira, 8, em Registro, no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo. A dona de casa Lucileia Barbosa da Silva, de 40 anos, e a filha Thais Mayme Oyama, de 11, colhiam frutas no pomar do sítio da família quando aconteceu a descarga. O marido de Lucileia e pai de Thais, Akio Oyama, de 47 anos, estava próximo, mas saiu ileso.

Oyama contou à Polícia Militar que os três faziam a colheita de lichia quando ouviu um estrondo. Em seguida, ele viu a mulher e a menina estendidas no chão.

O homem pediu ajuda e outros familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas as duas já estavam mortas. Os corpos foram encaminhados para perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Registro. A família reside em Curitiba, capital paranaense, e passava as férias no sítio do pai de Oyama, no bairro Quilombo, zona rural do município.

De acordo com relato de Oyama aos policiais, não chovia no local no momento do raio e não havia tempestade em formação. Segundo a Defesa Civil, o raio é a formação de uma descarga elétrica entre a terra e as nuvens, com trajetórias sinuosas e irregulares, podendo cair a vários quilômetros de distância do ponto de formação. Durante o processo, acontece uma onda sonora, produzindo o trovão. Em áreas rurais, devem ser evitados campos abertos ou a proximidade de árvores, que atraem as descargas.

Fonte: bandab

Homem mata e esquarteja corpos de mãe e filha em MG

A polícia de Minas Gerais prendeu um homem de 47 anos acusado de um crime bárbaro em Silvianópolis, sul do estado. Luiz Carlos Martins foi encontrado nesse sábado (10/11), suspeito de matar a marteladas a companheira, de 26 anos, e a filha dela, de apenas 5.

Depois de assassinar a mulher, identificada como Francileide Assis Barbosa, o homem a esquartejou no porão de casa e escondeu as partes do corpo pela região. As pernas foram encontradas na terça-feira (6), mas a identidade da vítima ainda era um mistério.

A Polícia Civil divulgou imagens de uma das pernas, que tinha uma tatuagem no tornozelo. Nesse sábado, a corporação recebeu uma denúncia anônima e chegou à identidade da vítima. Os agentes pediram que o companheiro de Francileide fosse ao posto médico legal da cidade para reconhecimento do corpo e ficaram chocados com a frieza do produtor rural.

A partir daí, os policiais fizeram buscas na residência do casal. Lá, encontraram vários resíduos de sangue. O homem confessou o crime e acrescentou que havia matado, também a marteladas, a filha da companheira, Bruna Carla Assis, 5 anos. O corpo da menina foi encontrado em uma fossa séptica desativada localizada próxima à casa. Ele também o esquartejou.

À polícia, o suspeito informou que jogou os membros superiores da companheira em um terreno no município de Carvalhópolis e a cabeça em um rio. O tórax dela foi encontrado. As buscas pelas outras partes do corpo seguem na região.

O homem foi preso preventivamente, segundo informações do Hoje em Dia.

Fonte: metropoles

Menina de 16 anos briga com a mãe e mata irmão de 6 a machadadas no ES

O caso aconteceu nesta sexta-feira (7), no distrito de Santa Marta, em Ibitirama, Sul do Estado. A morte aconteceu enquanto os pais estavam fora de casa.

Uma menina de 16 anos matou o irmão, de seis, a machadadas após brigar com a mãe. Segundo a polícia, o caso aconteceu nesta sexta-feira (7), no distrito de Santa Marta, em Ibitirama, Sul do Espírito Santo.

O delegado plantonista de Alegre, Dedier de Carvalho, disse que o crime aconteceu enquanto os pais foram até a sede da cidade, que fica a 9 km do distrito, e a garota ficou sozinha com o irmão.

Dedier falou para a reportagem da TV Gazeta que a menina tentou se matar depois do crime e que tem marcas de cortes nos braços.

O delegado ainda disse que a jovem não tem histórico de violência e não tem nenhum transtorno mental.

“É uma boa aluna, nunca deu problema, é calma e tímida”, disse o delegado.

O G1 ainda não tem informações sobre o motivo da briga entre a garota e a mãe.

A adolescente foi levada para a Delegacia de Alegre e, segundo Dedier, o promotor pode mandá-la para a internação, em Alto Laje, em Cariacica.

A mãe foi sedada após passar mal. O corpo da criança vai ser encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Cachoeiro de Itapemirim.

Ainda não há informações sobre velório e enterro do garoto.

Fonte: g1