Mãe e filha de 5 anos são encontradas mortas em casa em SC

Polícia Militar acredita que a mulher tenha matado a criança e em seguida se matado. Na residência foi encontrada uma carta.

Uma mulher de 37 anos e a filha dela de 5 anos foram encontradas mortas em São Lourenço do Oeste, no Oeste catarinense, por volta das 12h45 desta quinta-feira (10). Os corpos estavam no quarto da casa delas, no bairro Cruzeiro.

A Polícia Militar acredita que a mãe tenha matado a criança e em seguida tirado a própria vida.

Segundo a PM, a menina foi morta com seis disparos, sendo cinco no peito e um na cabeça. Já a mulher por dois, um no queixo e outro também na cabeça. A arma estava próximo ao corpo da mãe.

Na casa também foi encontrada uma carta, na qual a mulher manifestava o desejo de cometer o crime. Segundo a família, ela tinha depressão.

Ela teria usado uma espingarda que tem um silenciador, por isso os vizinhos não ouviram os disparos. Os corpos foram encontrados por um parente. O marido da mulher estava trabalhando no momento do crime, segundo a PM.

Além da PM, o Corpo de Bombeiros e o Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram no local. O G1 não conseguiu contato com a Polícia Civil.

Fonte: g1

Laboratório que produzia 4 mil comprimidos de ecstasy por hora em SC é fechado pela polícia do DF

A Polícia Civil do Distrito Federal fechou, em Santa Catarina, um laboratório que produzia drogas sintéticas em larga escala. Segundo investigações da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), os entorpecentes eram enviados para todos os estados do país, além de abastecerem o DF.

A produção era feita em um sítio na área rural de Joinville (SC). No local, os agentes encontraram máquinas que tinham a capacidade de fabricar 4 mil comprimidos de ecstasy por hora.

Além dos equipamentos, foram apreendidos 1 mil comprimidos prontos para serem entregues, material suficiente para produzir outras 50 mil unidades de ecstasy, R$ 5 mil em dinheiro e dois carros de alto padrão, avaliados em quase R$ 200 mil.

A operação, batizada de Merry Christmas, ainda foi responsável pela prisão de um homem de 29 anos. A identidade do suposto traficante não foi revelada pelos policiais para não atrapalhar as investigações.

Segundo os investigadores, a droga saía do laboratório e era encaminhada aos traficantes da região, responsáveis pela distribuição nos estados. A venda dos comprimidos era feita por meio de aplicativos e em grupos criados nas redes sociais.

Os interessados, então, faziam um depósito bancário e a substância era enviada pelos Correios. Em seguida, a droga era revendida em festas.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA NO G1

 

STF concede liberdade a oficial de cartório acusado de matar modelo em SC

O Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu a liberdade ao oficial de cartório Paulo Odilon Xisto Filho, de 36 anos, acusado de ter matado a namorada, a modelo gaúcha Isadora Viana Costa, de 22 anos, em Imbituba, no Sul catarinense. Ele foi solto na quinta-feira (29).

A decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello foi publicada na quarta-feira (28) e cumprida no dia seguinte. O homem estava preso desde 17 de julho. Isadora foi encontrada morta no dia 8 de maio.

A defesa de Paulo informou que a decisão do ministro “é acertada e a prisão nunca foi necessária”. “Está mais do que demonstrado no processo que houve uma ingestão excessiva de cocaína por parte dela, voluntária, e que não houve o crime de feminicídio”, disse o advogado Aury Lopes Júnior.

Ainda na primeira instância, o advogado havia solicitado a transferência de Paulo da Unidade de Prisional Avançada (UPA) de Imbituba para uma prisão especial, por ter ensino superior. O Estado tentou fazer a transferência para uma prisão em batalhão militar, sem vagas, segundo a Justiça. “Mais uma ilegalidade”, disse o advogado.

A reportagem tentou contato com a defesa da família de Isadora, sem sucesso até a publicação desta notícia.

Morte da modelo

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) acusa Paulo de ter imobilizado a namorada após uma discussão e efetuar golpes no abdômen dela, quando o casal estava sozinho no apartamento dele, provocando a morte.

Conforme a denúncia do MPSC, Paulo conheceu Isadora em Santa Maria (RS) em março deste ano e naquele mês começaram a namorar. No dia 22 de abril, a jovem aceitou o convite para passar uns dias no apartamento dele, em Imbituba.

A acusação afirma que depois que a jovem passou a conviver com o namorado, a modelo disse a amigas que Paulo ficava agressivo e descontrolado quando estava sob efeito de drogas.

A investigação da Polícia Civil apontou que na noite do crime, o oficial de cartório passou mal, espumando pela boca, e a namorada chamou a família dele. Ele não teria gostado da atitude porque os familiares não sabiam que ele usava drogas, informou o delegado Raphael Rampinelli. Após os parentes deixarem o apartamento, o casal discutiu e Isadora foi agredida.

Isadora era natural de Santa Maria (RS). Uma amiga do réu, que é advogada, teria alterado a cena do crime e responde na Justiça por fraude processual.

Fonte: g1

Homem mata esposa asfixiada, foge e é atropelado por caminhão

Uma mulher de 27 anos foi encontrada morta na noite de segunda-feira (26) em São João Batista, na Grande Florianópolis. Conforme a Polícia Militar, a suspeita é que o marido de 30 anos tenha a asfixiado e depois cometido suicídio, atropelado por um caminhão.

A PM foi acionada às 23h55 no Centro. Daiane da Silva Martins foi encontrada em casa, trancada no quarto do casal. Ela estava nua e com marcas no pescoço.

Conforme a PM, a mãe de Daiane encontrou a filha e acionou a polícia. Na casa, três filhos da vítima dormiam e ficaram sob custódia da avó.

Ainda segundo a PM, a suspeita é que o casal tenha brigado e o homem cometido o crime. No quarto, também foi encontrado um bilhete escrito a mão, assinado pelo marido, Cleber Machado Camargo.

A reportagem procurou a Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) para mais informações sobre a investigação, sem resposta até a publicação desta notícia.

Atropelamento

O homem foi atropelado por um caminhão na SC-410, na altura no km 23, no bairro Krequer, por volta das 22h. O caminhoneiro aguardou a chegada da PM a cerca de 100 metros do corpo.

Segundo o caminhoneiro, o homem teria se atirado nas rodas traseiras do caminhão. O condutor informou que não houve tempo de parar o caminhão. Cleber morreu no local do atropelamento.

G1/SC

Mãe tenta socorrer filho em açude de SC, mas ambos morrem afogados

Segundo bombeiros, Maria Conceição Pinto pulou na água para salvar a criança de 2 anos, mas também afundou. Corpos foram resgatados sem vida

Mãe e filho morreram afogados em um açude de Negrinho, localizado em área rural de Santa Catarina, na quinta-feira (18/10). Conforme informaram os bombeiros, a criança de 2 anos caiu na água e logo em seguida a mulher, de 39 anos, tentou salvá-lo. Apesar da tentativa, ambos não resistiram.

As informações foram divulgadas pela TV Globo.

De acordo com a reportagem, após pular na barragem para socorrer o filho, identificado como Francisco Lenin Pinto Fortuna, Maria Conceição Pinto também se afogou.

Familiares conseguiram tirar a mulher do local e tentaram fazer os primeiros-socorros, mas ela já não apresentava mais sinais vitais. O grupo não conseguiu retirar o garoto da água.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 10h30 e, ao chegarem no local, confirmaram a morte de Maria Conceição. Os socorristas entraram no açude e, após duas horas de buscas, localizaram o corpo da criança.

Fonte: metropoles

Mulher finge que foi sequestrada para testar amor do marido

Crime falso ocorreu no Vale do Itajaí (SC)

Uma mulher de Ascurra, no Vale do Itajaí (SC), forjou o próprio sequestro para testar o amor do marido. Aos policiais, ela disse que mantinha um relacionamento com o ex-marido também e tinha dúvidas com quem deveria ficar. A mulher foi indiciada por falsa comunicação de crime.

O atual marido foi à delegacia nesta segunda-feira (17) para informar o desaparecimento da mulher. Ele disse que saiu de casa para trabalhar e começou a receber mensagens dizendo que ela havia sido sequestrada.

Os policiais encontraram a mulher na casa do ex, localizada em Indaial. Ele disse que a mulher foi para sua casa de forma espontânea. Os dois foram levados para a delegacia e a mulher vai responder pelo ocorrido.

Fonte: noticiasaominuto

Casaco fica preso na porta de ônibus e adolescente morre após ser arrastada em SC

Motorista foi preso em flagrante. PM disse que coletivo pertence à Prefeitura de Caibi.

Uma adolescente de 15 anos morreu no fim da manhã desta segunda-feira (17) após ser arrastada por cerca de dois quilômetros por um ônibus escolar na zona rural de Caibi, no Oeste catarinense. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita é de que o casaco de Samanta Melissa Cansi tenha ficado preso à porta. O motorista do veículo foi preso em flagrante por homicídio culposo no trânsito.

Conforme a PM, o ônibus pertence à Prefeitura de Caibi. A Secretaria Municipal de Educação disse que não havia ninguém que pudesse falar sobre o assunto na tarde desta segunda. O G1 não conseguiu contato com a delegacia e nem com familiares da vítima.

Segundo os policiais, apenas um aluno estava no coletivo e ele dormia na hora do ocorrido. E o motorista não teria percebido o acidente. Garoava no momento e o veículo trafegava por uma estrada de chão.

Os pais da menina estranharam a demora da estudante e ligaram para o motorista, que informou tê-la deixado no ponto próximo à casa da família. Os pais foram ao local, segundo a PM, e não a encontraram.

O corpo foi achado com múltiplas fraturas a cerca de dois quilômetros do ponto de ônibus.

Fonte: g1