Ministério Público estadual e policiais civis do Rio de Janeiro investigam a conexão do paulista Marcola com criminosos da cariocas

A Rocinha, comunidade onde moram cerca de 100 mil pessoas, está sob controle da maior facção criminosa de São Paulo. Quem responde pelo mais rentável mercado de tráfico de drogas no Rio de Janeiro agora é Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, segundo o jornal O Globo. O Ministério Público estadual e policiais civis do Rio de Janeiro já investigam a conexão. Após perderem território nos complexos do Alemão e da Penha, os paulistas teriam voltado a atenção para a Rocinha.

No Ministério Público, quem investiga o caso é o promotor André Guilherme de Freitas. O promotor afirmou ao jornal carioca que a conexão das facções criminosas da Rocinha e de Marcola está consolidada. Os acordos, de acordo com o promotor, teria sido firmado na galeria B-7 da penitenciária Bangu 4. Nela, cumprem pena os principais chefes do tráfico na favela carioca de São Conrado e onde também estão os responsáveis pela venda de droga em São Paulo.

As secretarias de Segurança e de Administração Penitenciária (Seap) também participam das investigações e um inquérito sobre o caso foi instaurado em novembro deste ano, conforme informou a Delegacia de Combate às Drogas (Decod) ao Globo.

De acordo com o promotor André Guilherme, a situação é grave. Ele afirmou que os bandidos que controlam as favelas da Rocinha, do Vidigal, parte das comunidades de Costa Barros e da Maré passaram a receber uma quantidade grande de armas enviadas pela facção de São Paulo.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político

Painel Político

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *