Romário vai à Suíça e se diz chateado: ‘não sou dono dos R$ 7,5 milhões’

O senador Romário, acusado de ter uma conta irregular em banco suíço, postou uma imagem provocativa nesta quarta-feira, em seu Facebook. Na foto, ele aparece na Suíça, e afirma que “descobriu” não ser dono dos US$ 7,5 milhões a que se referiu reportagem da revista Veja.

“Chateado!

Acabei de descobrir aqui em Genebra, na Suíça, que não sou dono dos R$ 7,5 milhões.

Aguardem mais informações…

Agora, aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas.

Eu não finjo ser decente, não faço de conta ser sério e pareço ser correto. Eu sou!!!”

Mais tarde, também em suas redes sociais, Romário acusou a Veja, citando nominalmente profissionais da revista, de utilizar um documento falso para fazer a reportagem.

Reprodução/Facebook

Romário acusa a Veja de usar documento falso para dizer que ele tinha R$ 7,5 milhões em uma conta na Suíça

A controvérsia entre a revista Veja e Romário começou em uma reportagem publicada no último fim de semana.

O ex-jogador e atual senador Romário (PSB) divulgou nota oficial no sábado desmentindo matéria que diz que ele, hoje também presidente da CPI do Futebol, tem uma conta em um banco da Suíça com valor equivalente a R$ 7,5 milhões não declarados à Justiça Eleitoral e à Receita Federal.

Na carta publicada em suas redes sociais – anteriores à negativa desta quarta -, o Baixinho não negou a existência da conta. Justificou que realmente pode ter aberto e não fechado contas durante o tempo em que jogou futebol no exterior. Romário rejeita veementemente, porém, a informação da Veja de que fez aplicações em dezembro de 2013.

“Obviamente, fiquei muito feliz com a notícia, assim que possível, irei ao banco para confirmar a posse desta conta, resgatar o dinheiro e notificar à Receita Federal (…) Espero que seja verdade, como trabalhei em muitos clubes fora do Brasil, é possível que tenha sobrado algum rendimento que chegou a essa quantia. Estou me sentindo um ganhador da Mega Sena, só que do meu honesto e suado dinheiro”, ironizou Romário, para depois questionar a revista.

“O que há de estranho nisso é a informação da revista de que a aplicação seria de 2013. Certeza que eu não fiz nenhuma aplicação no período recente. Também não recebi nenhuma notificação do Ministério Público a respeito. Mas como se trata da revista Veja, se a informação estiver errada, não será uma surpresa”, disparou o senador.

Romário acusou a Veja de publicar a matéria em represália as suas atitudes no Senado, sobretudo à frente da CPI do Futebol, e ao fato de ele liderar as primeiras pesquisas de intenção de voto para a eleição para prefeito do Rio de Janeiro, em 2016.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *