RR decreta emergência na saúde após entrada em massa de venezuelanos

Governadora do estado, Suely Campos, afirma que hospitais estão sobrecarregados e pede ajuda do governo federal

O Estado de Roraima decretou, nesta quarta-feira (7) estado de urgência nos sistemas de saúde de Boa Vista e de Pacaraima, cidade na fronteira com a Venezuela. De acordo com a governadora do estado, Suely Campos (PP), a medida foi adotada após uma onde de imigração do país vizinho para as duas cidades. As informações são do G1.

Suely afirma que os hospitais dos dois municípios estão sobrecarregados por causa da demanda criada pelos imigrantes. “O estado não tem como suportar por muito tempo essa demanda enorme. Precisamos de profissionais para os municípios. O hospital de Pacaraima está sobrecarregado. Está humanamente impossível prestar um bom serviço”, disse ela.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) espera receber ajuda do governo federal para contratar profissionais e comprar material hospitalar e de limpeza. O órgão afirma que atende cerca de 600 venezuelanos todos os dias em Pacaraima. A determinação de estado de emergência é valida por 180 dias.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário