Saiba o que fazer se ficou na malha fina

A estimativa da Receita Federal, que já liberou último lote de pagamento da restituição, é que 600 mil pessoas estejam na malha fina

Na hora de fazer a declaração do Imposto de Renda (IR), muitos contribuintes se vêem perdidos e cometem erros, algumas vezes, irreparáveis. A estimativa da Receita Federal, que já liberou último lote de pagamento da restituição, é que 600 mil pessoas estejam na malha fina. No entanto, especialistas garantem que não é preciso pânico.

De acordo com o portal IG, uma das primeiras medidas a serem tomadas +e consultar o site da Receita Federal. Nele, o contribuinte irá verificar se foram encontradas inconsistências na declaração.

Segundo o diretor tributário da Confirp Consultoria Contábil, Welinton Mota, agora é mais fácil solucionar pendências quando se está na malha fina.

“A Receita Federal permite o contribuinte acesso ao detalhamento do processamento de sua declaração através do código de acesso gerado no próprio site da Receita Federal ou certificado digital. Caso tenha sido detectada alguma divergência o Fisco já aponta ao contribuinte o item que esta sendo ponto de divergência e orienta o contribuinte em como fazer a correção”, explicou Mota.

Se o contribuinte estiver na dúvida quanto às pendências, é necessário acessar o extrato da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2016, disponível no portal e-CAC da Receita Federal. Por vezes o erro não foi do contribuinte e sim um equivoco da Receita, neste caso, ele deve aguardar ser chamado pela Receita para regularizar a situação.

Mas se o caso for de o contribuinte está na malha fina por informações incorretas, ele deve fazer a declaração retificadora e corrigindo os dados incorretos.

Fonte: noticiasaominuto

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário