Saiba quem são os operários que morreram em Jirau nesta terça-feira

Trabalhadores da ENESA morreram eletrocutados enquanto trabalhavam na usina

jiraumorte
Corpos estão no necrotério da usina

Porto Velho — Dois homens morreram na manhã desta quarta-feira na usina de Jirau, no rio Madeira em Porto Velho. De acordo co  informações oficiais, “as mortes aconteceram por volta das 10 horas, quando os trabalhadores realizavam serviços na construção da usina, localizada em Nova Mutum (RO), a cerca de 100 [su_frame align=”right”] [/su_frame]quilômetros de Porto Velho. Os operários eram funcionários da Enesa Engenharia, uma das empresas contratadas para atuar no canteiro de obras de Jirau.

A Polícia Técnica da capital foi chamada e irá realizar uma perícia no canteiro. De acordo com declarações de testemunhas, os homens estavam usando uma barra de ferro como se fosse uma alavanca, quando em determinado momento ela esbarrou em um fio descascado. O fio estava ligado em uma rede elétrica sem disjuntor (peça elétrica que desliga automaticamente a rede em caso de curto) e eles teriam recebido choque por cerca de 10 minutos, até que a rede fosse desligada manualmente. Em seguida, eles foram retirados e foram feitas tentativas de ressuscitação, sem sucesso.

Um dos homens foi identificado como Carlos de Souza Gomes e o outro como Dirceu. Ambos eram moradores de Jaci e atuavam há cerca de 5 anos na empresa.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário