Sem a presença de Temer, Galloro toma posse como diretor-geral da PF

Rogério ocupa o lugar do delegado Fernando Segóvia, que deixou o cargo por determinação do ministro Raul Jungmann

O delegado Rogério Galloro tomou posse na manhã desta sexta-feira (2/3) como o novo diretor-geral da Polícia Federal (PF). Ele foi empossado pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. O presidente Michel Temer não compareceu à solenidade, ao contrário da gestão anterior, quando assinou pessoalmente a posse de Fernando Segóvia.

Em seu discurso de posse, Galloro agradeceu a confiança de Jungmann e ressaltou a importância de combater o crime organizado. “Tenho certeza que o ministro será um aliado determinado para o êxito da nossa missão de combater o crime organizado em nosso país. Exerci o cargo de secretário nacional de Justiça por apenas três meses. Mas notei a credibilidade do trabalho no qual o ministro conduz suas tarefas”, afirmou.

Galloro ressaltou que vai manter a força-tarefa da Lava-Jato. “Tamanha responsabilidade será suportada com coragem. Ouvir o superior hierárquico e em especial os servidores. Fiz parte de toda a gestão do doutor Leandro Daiello. Fiz parte inclusive da Operação Lava-Jato, na coordenação geral de combate a corrupção. A Lava-Jato continua forte”, afirmou.

“Gestão produtiva”

O seu antecessor, Fernando Segóvia, agradeceu ao presidente Michel Temer, e ao ministro Torquato Jardim. Distante da segurança com a qual discursou na posse, Segóvia falou em “pessoas que querem enfraquecer a Polícia Federal”. “Vim, vi e venci, como dizia o imperador romano Júlio César. Fizemos uma gestão produtiva. A PF é forte e vai continuar fazendo seu trabalho, ao contrário do que acreditam terceiros que querem enfraquecer a corporação”, disse Segóvia.

Fonte: em.com

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário