Senador de Mato Grosso defende Blairo Maggi e critica inclusão de ministro na lista da Odebrecht

Em aparte, o senador José Medeiros (PSD-MT) apoiou o discurso e também defendeu Blairo Maggi.

Senador pelo PR de Mato Grosso, Cidinho Santos considerou injustiça e irresponsável a menção ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, na lista de políticos delatados por executivos da Odebrecht, liberada na semana passada pelo ministro do STF Edson Fachin. Para Cidinho, Blairo Maggi, de quem é suplente, foi “ferido profundamente em sua honra, pois todos os seus bens são fruto de trabalho”.

— Eu, que o acompanho já há muitos anos, tenho certeza absoluta de que ele apostaria tudo que tem — e o que ele tem não é pouco — de que jamais ele estaria numa lista dessa, porque ele nunca esteve com ninguém da Odebrecht. Ele não tem negócio com a Odebrecht, não tem um porquê de o ministro Blairo Maggi estar nessa lista — declarou Cidinho Santos em Plenário, nesta segunda-feira (17).

O senador elogiou a gestão de Maggi quando governador de seu estado, destacando a grande aprovação popular ao fim do mandato, e o trabalho do ministro na reação aos efeitos negativos da Operação Carne Fraca.

Cidinho Santos disse apoiar a Operação Lava Jato, mas cobrou cuidado e responsabilidade na divulgação de nomes de políticos. Para ele, não se pode colocar uma pessoa séria na “vala comum dos criminosos”, sob pena de aprofundar o descrédito do regime democrático.

Em aparte, o senador José Medeiros (PSD-MT) apoiou o discurso e também defendeu Blairo Maggi.

Fonte: agenciasenado

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário